Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Desemprego no Reino Unido sobe ao ritmo mais lento em 18 meses

O desemprego no Reino Unido subiu ao ritmo mais lento em 18 meses, em Outubro, demonstrando que os esforços para recuperar a economia da recessão estão a resultar. O número de pedidos de subsídio de desemprego avançou menos do que o esperado pelos economistas consultados pela agência Bloomberg.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 11 de Novembro de 2009 às 11:39
  • Partilhar artigo
  • ...
O desemprego no Reino Unido subiu ao ritmo mais lento em 18 meses, em Outubro, demonstrando que os esforços para recuperar a economia da recessão estão a resultar. O número de pedidos de subsídio de desemprego avançou menos do que o esperado pelos economistas consultados pela agência Bloomberg.

Os pedidos de subsídio de desemprego aumentaram em 12.900, o valor mais baixo desde Abril de 2008, segundo revelou o instituto de estatísticas do país, citado pela agência Bloomberg. A média das estimativas recolhidas pela agência noticiosa apontava para um crescimento de 20 mil.

O número de pessoas à procura de emprego, no terceiro trimestre deste ano, aumentou em 30 mil, o menor avanço desde o período até Maio de 2008. Por outro lado, o número de pessoas com trabalho subiu em seis mil nos três meses até Setembro, o primeiro aumento desde Maio-Julho do ano passado.

“A melhoria nos dados do mercado de trabalho do Reino Unido é impressionante dado que a economia pode não estar ainda fora da recessão”, afirmou Vicky Redwood, economista do Capital Economics, citada pela agência Bloomberg.

O Reino Unido já perdeu mais de 600 mil postos de trabalho desde que a recessão da economia começou, com a taxa de desemprego a situar-se nos 7,8% nos três meses até Setembro. Este valor fica abaixo dos 10,2% registados em Outubro nos Estados Unidos, e dos 9,7% da Zona Euro em Setembro.

Ver comentários
Outras Notícias