Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Discurso pouco "agressivo" de Trichet penaliza moeda europeia

O BCE subiu, como o mercado já esperava, a taxa de juro de referência da Zona Euro para os 3,75%. Apesar do aumento do preço do dinheiro a moeda europeia segue a negociar em queda no câmbio contra o dólares, isto porque no discurso que seguiu a reunião, J

Paulo Moutinho 08 de Março de 2007 às 16:11
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O BCE subiu, como o mercado já esperava, a taxa de juro de referência da Zona Euro para os 3,75%. Apesar do aumento do preço do dinheiro a moeda europeia segue a negociar em queda no câmbio contra o dólar, isto porque no discurso que seguiu a reunião, Jean-Claude Trichet não foi tão agressivo como os economistas previam.

A moeda dos treze estados-membros da Zona Euro, o euro [eur], esteve pouco alterado, mas em "terreno" negativo, durante a parte inicial da negociação de hoje face ao dólar, tendo acentuado a tendência negativa depois do discurso do presidente do Banco Central Europeu.

Jean-Claude Trichet cumpriu com as expectativas do mercado, subindo a taxa de juro de referência dos 3,5% para os 3,75%, naquela que foi a sétima revisão em alta do preço do dinheiro desde o final de 2005.

Ao anúncio do aumento dos juros seguiu-se o discurso do responsável máximo da autoridade monetária da Zona Euro. Trichet afirmou que a política monetária é "acomodatícia" e que os riscos de pressões inflacionistas a médio prazo se mantêm, sinalizando que irá voltar a subir as taxas de juro.

Todos estes comentários eram susceptíveis de impulsionar a cotação da moeda europeia nos mercados, até porque nos EUA os economistas acreditam cada vez mais numa revisão em baixa do preço do dinheiro.

No entanto, os economistas centraram as suas atenções numa alteração do discurso de Trichet. O presidente do BCE tem vindo a afirmar que a taxa de juro da Zona Euro está em níveis baixos, mas no discurso de hoje, optou por referir que o preço do dinheiro nos treze estados-membros é moderado.

O discurso menos "agressivo" do que o esperado pelos economistas veio gerar alguma agitação no mercado cambial. O resultado da alteração no discurso de Trichet é a queda da moeda europeia, a primeira das últimas três sessões.

Ver comentários
Outras Notícias