Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Dívida da PT sobe para 4,8 mil milhões com remuneração

A dívida líquida da Portugal Telecom irá subir de 3,6 para 4,8 mil milhões de euros, se a empresa avançar com o programa de remuneração aos accionistas hoje anunciado. Este inclui dividendos ordinários, extraordinários e o «spin off» da PT Multimédia, num

Filipe Paiva Cardoso filipecardoso@mediafin.pt 03 de Agosto de 2006 às 17:36
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A dívida líquida da Portugal Telecom irá subir de 3,6 para 4,8 mil milhões de euros, se a empresa avançar com o programa de remuneração aos accionistas hoje anunciado. Este inclui dividendos ordinários, extraordinários e o «spin off» da PT Multimédia, num total de 5 mil milhões de euros para os accionistas.

Segundo Henrique Granadeiro, a Portugal Telecom tem actualmente uma dívida liquida de 3,6 mil milhões de euros, que subirá para 4,8 mil milhões de euros com a concretização do plano hoje aprovado pelo Conselho de Administração da empresa.

Em resultado, o rácio do EBITDA sobre a dívida subirá de 1,51 vezes para 2,05 vezes, um nível que a empresa ainda considera satisfatório.

A PT anunciou hoje que irá realizar o «spin off» da PT Multimédia, com a entrega aos accionistas de acções da sua subsidiária. Vai também aumentar a remuneração aos accionistas através da distribuição de dividendos, de 3 para 3,5 mil milhões de euros, um plano que inclui a distribuição de um dividendo extraordinário de 1,9 mil milhões de euros.

Segundo Zeinal Bava, presidente da PTM, este pacote total de remuneração aos accionistas ascende a 5 mil milhões de euros.

A PT, através de «equity swaps» com o Barclays, controla cerca de 10% do capital PTM (para além dos 58,43% alvo do «spin off»), participação que será utilizada para recapitalizar o fundo de pensões da empresa.

A PT, na conferência de imprensa para apresentar este plano, destacou também que a PTM vai ganhar 300 mil novos accionistas com a realização do «spin off».

Ver comentários
Outras Notícias