Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Durão Barroso apela a uma "cooperação mais estreita" entre os 27 membros

O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, exortou hoje em Bruxelas os governos europeus a cooperarem mais estreitamente para enfrentar a crise financeira e restaurar a confiança nos mercados.

Negócios com Lusa 01 de Outubro de 2008 às 12:54
  • Assine já 1€/1 mês
  • 2
  • ...
O presidente da Comissão Europeia, José Manuel Durão Barroso, exortou hoje em Bruxelas os governos europeus a cooperarem mais estreitamente para enfrentar a crise financeira e restaurar a confiança nos mercados.

"Precisamos de ter uma cooperação mais estreita dos governos europeus, juntamente com as instituições europeias, os reguladores nacionais ou as autoridades de supervisão", disse Durão Barroso, citado pela Lusa.

Para o presidente do executivo comunitário, será necessária uma "acção coordenada" para restaurar a confiança nos mercados.

Durão Barroso pediu ainda aos Estados Unidos para "assumir as suas responsabilidades", principalmente através da tomada de uma "decisão rapidamente" sobre o chamado Plano Paulson.

"Enfrentamos uma crise, mas temos meios para a ultrapassar. Vamos fazê-lo em cooperação com os nossos principais parceiros globais", sublinhou.

Para o presidente da Comissão Europeia na actual crise financeira não há apenas um problema de "injecção de capital" mas também de "injecção de credibilidade".

"Por isso pedimos mais cooperação entre os Estados-membros" da União Europeia, insistiu, acrescentando que é necessário tomar medidas que vão para além das de curto-prazo.

Durão Barroso assegura que as medidas que as decisões que estão a ser tomadas estão de acordo com as leis europeias, mas defendeu, na situação actual, a utilização de "flexibilidade" que é permitida pelas regras dos 27.

Ver comentários
Outras Notícias