Obrigações EDP aumenta oferta de troca de dívida para 500 milhões de euros

EDP aumenta oferta de troca de dívida para 500 milhões de euros

A eléctrica decidiu gastar 500 milhões de euros em dinheiro a recomprar obrigações para alargar maturidades e reduzir o montante da dívida.
Nuno Carregueiro 07 de dezembro de 2018 às 18:16

A EDP decidiu elevar em 100 milhões de euros o montante total da oferta de troca de dívida, pelo que o valor da redução de dívida bruta da empresa liderada por António Mexia será de 500 milhões de euros.

Em comunicado enviado à CMVM, a EDP informou sobre os termos finais da oferta de troca que tinha anunciado. Em vez dos 400 milhões de montante máximo previsto, a eléctrica "decidiu fixar o Final Acceptance Amount em 499.998.000 euros".

A aquisição em dinheiro de valores mobiliários representativos de dívida vai permitir à EDP "optimizar a carteira de passivos do Grupo EDP e aumentar a maturidade média da dívida do Grupo EDP, utilizando liquidez disponível para reduzir o montante da sua dívida bruta como parte da estratégia de gestão da dívida do Grupo EDP".

A empresa liderada por António Mexia decidiu assim utilizar a liquidez da companhia para reduzir o valor da sua dívida bruta. A EDP chegou a Setembro deste ano com uma dívida líquida de 14,5 mil milhões de euros, um valor acima dos 13,9 mil milhões registados a Dezembro de 2017.

Foram cinco as linhas de dívida que foram alvo da oferta de troca. O maior montante (287 milhões de euros) foi gasto na aquisição de títulos de dívida com maturidade em Setembro de 2020, que fica com um saldo vivo de apenas 462 milhões de euros. Na emissão com maturidade mais longa (Janeiro de 2022) não foi recomprado qualquer título.

No comunicado, a EDP diz que a data de liquidação a respeito dos valores mobiliários aceites para compra no âmbito das ofertas deverá acontecer a 11 de Dezembro.