Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP e Banco BPI arrastam bolsa nacional

A bolsa nacional seguia em queda arrastada pela Energias de Portugal e pelo Banco BPI. O PSI-20 deslizava 0,11% com a Portugal Telecom a travar perdas maiores numa sessão em que a maioria das bolsas europeias valorizava.

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 09 de Agosto de 2005 às 09:40
  • Partilhar artigo
  • ...

A bolsa nacional seguia em queda arrastada pela Energias de Portugal e pelo Banco BPI. O PSI-20 deslizava 0,11% com a Portugal Telecom a travar perdas maiores numa sessão em que a maioria das bolsas europeias valorizava.

O principal índice da bolsa nacional cotava nos 7.701,95 pontos com cinco acções em queda, cinco a subir e dez inalteradas.

A Energias de Portugal [edp] era o título responsável pela tendência do PSI-20 com uma desvalorização de 0,90% para os 2,21 euros. O Banco BPI [bpin] também pressionava com uma queda de 1,15% para os 3,43 euros enquanto a restante banca seguia inalterada com o Banco Comercial Português [bcp] a cotar nos 2,10 euros e com o Banco Espírito Santo a valer 12,80 euros.

O Banco Espírito Santo vai reduzir a sua posição na Bradespar, empresa brasileira gestora das participações do Bradesco, dos anteriores cerca de 14% para os 10%, através de uma Oferta Pública de Distribuição Secundária.

A ParaRede [para] deslizava 3,45% para os 0,28 euros e a Cofina corrigia dos ganhos superiores a 1% da sessão de ontem ao perder 1,03% para os 2,88 euros. No restante sector «media», a Media Capital regressava aos ganhos ao subir 0,44% para os 6,84 euros enquanto a Impresa escorregava 0,38% para os 5,18 euros.

A Portugal Telecom [ptc] contrariava a tendência do PSI-20 com ganhos de 0,50% para os 8,03 euros enquanto a sua participada PT Multimédia [ptm] somava 0,12% para os 8,24 euros.

Dentro das subidas de realçar ainda a da Sonae SGPS de 0,83% para os 1,22 euros e da Mota Engil que ganhava 1,02% para os 2,98 euros.

Ver comentários
Outras Notícias