Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP e Galp impulsionam bolsa nacional

A bolsa nacional valorizava, acompanhando o sentimento das congéneres europeias, numa altura em que a EDP e a Galp eram os títulos que mais contribuíam para os ganhos ao subirem mais de 2%. O PSI-20 avançava 0,51%, com a PT a travar a subida do índice.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 21 de Outubro de 2008 às 11:32
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
A bolsa nacional valorizava, acompanhando o sentimento das congéneres europeias, numa altura em que a EDP e a Galp eram os títulos que mais contribuíam para os ganhos ao subirem mais de 2%. O PSI-20 avançava 0,51%, com a PT a travar a subida do índice.

O PSI-20 apreciava para os 6.860,07 pontos, com 15 acções a subirem, quatro a caírem e uma inalterada. As bolsas continuam a recuperar das quedas acentuadas registadas nos últimos meses devido à crise financeira. Apesar da subida de hoje, e do ganho de 6,5% na semana passada, a bolsa nacional continua a acumular uma perda superior a 47% desde o início do ano, uma tendência que se verifica um pouco por toda a Europa.

O Governo francês anunciou ontem que vai investir 10,5 mil milhões de euros na compra de dívida subordinada dos seis maiores bancos franceses, uma medida que está a contribuir para os ganhos nos índices europeus.

A Galp Energia destacava-se, ao ganhar 3,06% para os 7,575 euros, a acompanhar a tendência do sector petrolífero europeu, que beneficia dos ganhos de cerca de 5% registados ontem pelo petróleo. Hoje a matéria-prima está mais estável, recuando cerca de 0,5% e a negociar em torno dos 71 dólares em Londres.

A Energias de Portugal (EDP) ganhava 2,05% para os 2,738 euros, depois de ontem ter subido mais de 5%. A eléctrica está assim a recuperar das perdas acumuladas recentemente. Apesar destas recuperações a EDP continua a acumular uma queda desde o início do ano superior a 38%.

A Portugal Telecom (PT) recuava 2,76% para os 5,323 euros, uma tendência partilhada pela Zon Multimédia, que recuava 1,2% para os 4,46 euros.

Na banca o sentimento é misto. O BCP recuava 0,29% para os 1,03 euros, o BES subia 0,24% para os 8,22 euros e o BPI destacava-se com um ganho de 1,88% para os 1,895 euros.

A Brisa também contribuía para a subida do índice, ao avançar 2,46% para os 6,66 euros.

Ver comentários
Outras Notícias