Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP e PT impulsionam semana do PSI-20

O índice bolsista português acabou a semana em terreno positivo mas a subida não conseguiu ultrapassar a 0,5% devido às quedas da banca e da Galp.

Diogo Cavaleiro diogocavaleiro@negocios.pt 10 de Setembro de 2010 às 17:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
Apesar da quase estagnação sentida hoje (com um subida de 0,01%), o PSI-20 conseguiu fechar a semana a subir quase meio por cento, nos 0,46% com o contributo da Portugal Telecom e da Energias de Portugal, embora 12 das 20 cotadas tenham encerrado no negativo.

A EDP subiu hoje 1,98% para os 2,53 euros, mas o desempenho nos últimos cinco dias permitiu uma valorização de 4,59%, principalmente devido ao “research” de ontem da UBS, em que a casa de investimento considerou que a queda recente da empresa liderada por António Mexia foi “excessiva”, tendo subido o preço-alvo de 3,50 para 3,55 euros. No entanto, os ganhos da semana não são suficientes para um bom comportamento anual já que a empresa está a perder 18,60% do seu valor desde o início de 2010.

Por sua vez, a Portugal Telecom fechou a semana a subir 3,30%, tendo ganho hoje 0,50% para os 9,356 euros. O valor semanal é explicado pelo facto de, na terça-feira, ter alcançado um máximo de dois anos e meio quando o Barclays Capital subiu a recomendação dos seus títulos para “overweight”, com um preço-alvo de 11,5 euros.

Do lado contrário, o Banco Comercial Português e a Galp Energia foram os títulos que impediram maiores ganhos da bolsa portuguesa, apesar de a maior queda ter sido registada pela Zon Multimédia. A Galp Energia desceu 2,10% e está agora a cotar nos 12,335 euros.

A notícia do “The Wall Street Journal” sobre o facto dos testes de stress à banca europeia não terem revelado a verdadeira exposição à dívida soberana de alguns países europeus, como Portugal, provocou quedas entre o sector bancário europeu, e levou as três entidades bancárias presentes no PSI-20 a perderem valor bolsista. O aumento dos custos com a dívida também penalizou a banca.

O BCP caiu 2,34% para os 0,625 euros, enquanto o BPI sentiu uma quebra de 1,03% para os 1,633 euros. O BES caiu 0,97% para os 3,465 euros.

No entanto, a maior queda sentida na semana foi da Zon Multimédia, que perdeu 3,87%, tendo hoje descido 1,17% para os 3,03 euros, logo seguida pela Sonae Indústria que caiu 2,57% para os 2,202 euros.
Ver comentários
Outras Notícias