Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP “imita” Renováveis e paga dividendos a 23 de Maio

A eléctrica entrega uma remuneração accionista de 18,5 cêntimos a 23 de Maio. Os investidores têm de ter acções a 17 de Maio para ter acesso ao dividendo.

  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...

A EDP vai pagar o dividendo bruto de 18,5 cêntimos a 23 de Maio, a mesma data a partir do qual começa a ser auferida a remuneração accionista da EDP Renováveis, anunciou a empresa em comunicado emitido através da Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) esta quarta-feira, 8 de Maio.

 

Os investidores que queiram receber o dividendo da EDP têm de ter acções até 17 de Maio já que, na sessão seguinte, 20 do mesmo mês, a eléctrica entra em “ex-dividendo”, ou seja, deixar de dar direito à remuneração. As acções entram em “ex-dividendo” sempre três dias úteis antes da distribuição de dividendos que, neste caso, é 23 de Maio, como aprovaram os accionistas na assembleia-geral de dia 6 deste mês.

 

No caso do dividendo da empresa ser taxado com uma taxa de IRS de 28%, o dividendo a auferir será de 13,3 cêntimos (embora alguns investidores possam pedir isenção ou alteração da taxa de retenção na fonte consoante os seus rendimentos). Já para as sociedades, a taxa de IRC é de 25%, pelo que o dividendo líquido será de 13,9 cêntimos, segundo o comunicado.

 

A EDP paga o dividendo no mesmo dia que a sua subsidiária para as energias verdes, EDP Renováveis. Neste caso, a empresa dirigida por João Manso Neto paga aos accionistas um dividendo bruto de 4 cêntimos. Este é o primeiro ano em que a eléctrica das energias eólicas paga dividendos desde que está em bolsa.

 

Ver comentários
Saber mais EDP EDP Renováveis António Mexia dividendos
Mais lidas
Outras Notícias