Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP poderá pagar dividendo extraordinário de 1,68 mil milhões

A separação dos activos renováveis da EDP ainda antes de 2008, como noticiou ontem o Jornal de Negócios, poderá levar a empresa liderada por António Mexia a reforçar o sua estratégia de remuneração aos accionistas, de acordo com as estimativas da JPMorgan

Patrícia Silva Dias patriciadias@negocios.pt 22 de Setembro de 2006 às 06:40
  • Partilhar artigo
  • ...

A separação dos activos renováveis da EDP ainda antes de 2008, como noticiou ontem o Jornal de Negócios, poderá levar a empresa liderada por António Mexia a reforçar o sua estratégia de remuneração aos accionistas, de acordo com as estimativas da JPMorgan.

Com base numa simulação do "spin off" que avalia os activos renováveis da eléctrica portuguesa em 3,2 mil milhões de euros, a casa norte-americana considera ser "muito provável" o pagamento de um dividendo especial de 0,46 euros por acção. Este valor implica que a empresa venha a pagar aos seus accionistas cerca de 1,682 mil milhões de euros, um montante calculado a partir do actual número de acções da EDP disponíveis no mercado (3,656 mil milhões).

Questionada pelo Jornal de Negócios, fonte oficial da EDP não comentou as estimativas avançadas pela JP Morgan.

Ver comentários
Outras Notícias