Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

EDP vende 14,27% da Galp ao Grupo Amorim

A Energias de Portugal (EDP) acordou a venda da participação de 14,268% que tem na Galp Energia ao Grupo de Américo Amorim por 720,5 milhões de euros, informou a empresa em comunicado à CMVM.

Paulo Moutinho 07 de Dezembro de 2005 às 08:48
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A Energias de Portugal (EDP) acordou a venda da participação de 14,268% que tem na Galp Energia ao Grupo de Américo Amorim por 720,5 milhões de euros, informou a empresa em comunicado à CMVM.

«O preço de compra e venda das acções no âmbito da presente transacção é de 702,5 milhões de euros correspondendo a um valor total da Galp de aproximadamente 5,050 mil milhões de euros», afirma a eléctrica nacional.

A venda da participação na Galp ao Grupo Amorim vai permitir à EDP a realização de uma mais valia de cerca de 398 milhões de euros, depois de impostos.

A decisão da EDP surge depois do governo português anunciar que pretende transformar a Galp num competidor nos mercados do gás e da electricidade, como parte de um novo plano nacional para o sector energético.

Segundo a EDP, «mais um operador integrado relevante nos sectores da electricidade e do gás natural, em ambiente de concorrência» retiram qualquer interesse estratégico da EDP no capital da Galp.

A EDP já tinha anunciado no passado dia 30 de Novembro que tinha recebido um oferta por parte do Grupo Amorim, que agora foi aceite.

Com a compra de 14,27% da Galp, o Grupo Amorim poderá ajudar o governo a evitar que os italianos da ENI detenham uma posição de controlo sobre a maior petrolífera nacional.

A ENI detém actualmente 33,3% da Galp e o Estado português controla directamente 30% da petrolífera, mais 18% através da Rede Eléctrica Nacional (REN).

Assim que a venda for consumada, o Grupo Amorim tomará conta da opção de compra que a EDP tem sobre os 18% que a REN tem da Galp, acrescenta a EDP no comunicado enviado à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM).

A Energias de Portugal «acredita que esta transacção contribuirá, ainda, para a criação de uma situação mais estável do corpo accionista da Galp, favorecendo o seu desenvolvimento futuro, independentemente da própria EDP», acrescenta a empresa.

As acções da EDP [edp] seguiam a valorizar 0,79% para os 2,56 euros, renovando o máximo de Outubro de 2001.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias