Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Entrega de gás russo na Europa começa a normalizar

O fornecimento de gás natural à Europa está a começar a regressar ao normal, depois de a Rússia ter retrocedido numa disputa com a Ucrânia relativamente aos preços e que provocou rupturas no abastecimento. Os gasodutos por onde transita o gás russo para a

Carla Pedro cpedro@negocios.pt 03 de Janeiro de 2006 às 12:22
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O fornecimento de gás natural à Europa está a começar a regressar ao normal, depois de a Rússia ter retrocedido numa disputa com a Ucrânia relativamente aos preços e que provocou rupturas no abastecimento. Os gasodutos por onde transita o gás russo para a Europa atravessam a Ucrânia, por isso a suspensão das entregas a Kiev acabou por se repercutir na Europa Central e Ocidental.

A Polónia, Hungria e Áustria já anunciaram que as entregas de gás natural estão normalizadas, segundo a Bloomberg. A França, Alemanha e outros países europeus referiram que o fornecimento de gás natural russo caiu até 40% depois de Moscovo ter decidido suspender as entregas a Kiev no domingo. A Europa Ocidental importa da Rússia 25% do seu gás.

A crise do gás começou quando a estatal russa Gazprom anunciou que queria passar a cobrar quatro vezes mais caro, já em 2006, o gás que vendia à Ucrânia. No entanto, Kiev respondeu que se recusava a pagar um preço tão elevado se o aumento não fosse faseado por três anos, o que intensificou as tensões entre ambos os países. Ontem, a Gazprom acusou a Ucrânia de ter roubado, desde domingo de manhã, 100 milhões de metros cúbicos de gás destinado à Europa, mas hoje referiu que esse volume ascende já a 118,7 milhões – o que Kiev nega.

Hoje de manhã, os preços do petróleo ganhavam terreno em Londres, devido às especulações de um possível aumento da procura na Europa, uma vez que os consumidores poderiam procurar energias alternativas. Mas também o gás marcava uma subida, de 6,5% para 88,75 pence, por unidade termal britânica, na National Balancing Point - a mais importante bolsa de gás europeia –, depois de já ter estado a ganhar mais de 12%. Saliente-se que os mercados londrino e nova-iorquino estiveram encerrados ontem.

A Ucrânia pediu ontem a mediação da União Europeia. Hoje de manhã, o alto representante para a política externa da UE, Javier Solana, apelou a ambos os países para que voltem à mesa das negociações de forma a solucionarem o diferendo.

Ver comentários
Outras Notícias