Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estrangeiros retiram poupanças dos bancos espanhóis

Em Espanha, os estrangeiros não residentes estão a reduzir a exposição aos bancos do país. A desconfiança no sistema financeiro espanhol está na base deste comportamento.

Negócios negocios@negocios.pt 16 de Janeiro de 2012 às 17:31
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Em Espanha, os depósitos dos estrangeiros não residentes diminuíram durante o período de Outubro de 2010 a Outubro de 2011, mantendo assim a tendência que já vinha registando.

De acordo com o jornal espanhol “Cinco Días”, os não residentes reduziram a sua exposição em 47.895 milhões de euros, o que corresponde uma quebra de 39%.

Neste período o valor dos depósitos dos residentes diminuiu em 5,1%, ou seja menos 14.600 milhões de euros, de acordo com dados revelados pelo Banco de Espanha citado por este órgão de comunicação social espanhol.

Entre Outubro de 2010 e Outubro de 2011, a Espanha viveu um período conturbado. A pressão dos mercados sobre o país foi aumentando, as exigências dos investidores no que toca a reformas estruturais aumentaram também, pelo que este clima acabou mesmo por conduzir o anterior Executivo, liderado por José Luís Zapatero, a demitir-se e a convocar eleições legislativas antecipadas.

Assim, e dado o clima de "nervosismo", os não residentes mostraram que não confiavam no sistema financeiro do país vizinho e optaram por não colocar as suas poupanças em Espanha. Nem a guerra dos depósitos, com as instituições a pagarem juros cada vez mais elevados, conseguiu convencer os extrangeiros a manterem as suas poupanças nos bancos espanhóis.

O jornal escreve ainda que até 2008, os depósitos dos não residentes em Espanha aumentaram de forma constante. Em apenas três anos, segundo a mesma fonte, os valores passaram de 328.339 milhões de euros para 504.745 milhões de euros – valor registado em 2008.

Porém, a chegada da crise alterou esta tendência. Desde 2008, que o valor dos depósitos dos não residentes tem vindo a diminuir, tendo mesmo atingido os 75 mil milhões de euros em Outubro de 2011.
Ver comentários
Saber mais Espanha poupanças não residentes bancos espanhois
Outras Notícias