Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Estreias em bolsa na Europa superam EUA em 69%

Nos primeiros três meses deste ano, a diferença ente o valor das ofertas públicas iniciais (IPO) realizadas na Europa e dos Estados Unidos foi a maior desde o quarto trimestre de 2007. As empresas do Velho Continente colocadas em bolsa realizaram operações que mais do que duplicaram as verificadas do outro lado do Atlântico.

Raquel Godinho rgodinho@negocios.pt 01 de Abril de 2010 às 10:34
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
Nos primeiros três meses deste ano, a diferença ente o valor das ofertas públicas iniciais (IPO) realizadas na Europa e dos Estados Unidos foi a maior desde o quarto trimestre de 2007. As empresas do Velho Continente colocadas em bolsa realizaram operações que mais do que duplicaram as verificadas do outro lado do Atlântico.

A diferença entre as operações em ambas as regiões é a mais elevada desde os máximos dos mercados accionistas registados em 2007. A Kabel Deutschland Holding e a Brenntag obtiveram quase o dobro das maiores transacções norte-americanas.

No primeiro trimestre deste ano, as empresas europeias encaixaram 6,1 mil milhões de dólares (45,2 mil milhões de euros) através de IPO, 69% mais do que as operações realizadas nos Estados Unidos, segundo os dados recolhidos pela agência Bloomberg.

Esta é a maior diferença desde o último trimestre de 2007, período em que o índice MSCI World, que congrega 23 mercados de países desenvolvidos, atingiu o seu recorde. A recuperação surge depois de os IPO norte-americanos terem superado em cerca de três vezes os verificados na Europa no ano passado.

“O facto de que a Europa se comportou melhor do que os Estados Unidos no primeiro trimestre é encorajador para a Europa – as pessoas estavam muito menos optimistas sobre isto quando o ano começou”, afirmou à agência Bloomberg Tom Troubridge, responsável pela área de mercados de capitais na PricewaterhouseCoopers.

“Agora que a situação macroeconómica tem estado melhor na Europa, estes mercados devem ficar mais vigorosos do que os Estados Unidos durante o ano”, acrescentou o mesmo responsável.

No ano passado, apenas 14 empresas europeias concluíram as suas operações de estreia em bolsa, de acordo com a agência noticiosa. Quatro companhias obtiveram 1,4 mil milhões de dólares, em Janeiro e Fevereiro. Um valor que ficou abaixo dos cerca de dois mil milhões de dólares das companhias norte-americanas. Nos primeiros dois meses do ano, algumas empresas anunciaram o adiamento das suas operações.

A recuperação dos mercados europeus registada desde o início de Fevereiro impulsionou a retoma destas operações na região, pelo 80% das transacções da região, o que inclui as três maiores, foram concluídas no mês de Março.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias