Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euribor a três meses renova mínimos e taxa a seis meses volta a subir

As taxas Euribor continuam sem ter um comportamento definido, com as taxas a mais curto prazo a descerem enquanto nos prazos mais longos subiram.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 12 de Março de 2010 às 10:22
  • Partilhar artigo
  • ...
As taxas Euribor continuam sem ter um comportamento definido, com as taxas a mais curto prazo a descerem enquanto nos prazos mais longos subiram.

A Euribor a três meses recuou para 0,649%, o que corresponde a um novo mínimo históricos. Já a taxa a seis meses subiu, pelo segundo dia consecutivo, para 0,958% e a Euribor a 12 meses avançou para 1,221%.

As taxas não têm registado oscilações muito acentuadas, numa altura em que as taxas de mais curto-prazo negoceiam abaixo do actual preço do dinheiro definido pelo BCE.

Com a expectativa de que o BCE comece o ciclo de subidas de juros no final deste ano, será de prever que as taxas Euribor comecem a subir para se aproximar mais da taxa de juro de referência do banco central, que está em 1%.

A crise grega acabou por aumentar os receios de que o BCE possa adiar o início do ciclo de subidas de juros. Com o acalmar dos ânimos, a tendência será para que as taxas Euribor voltem a subir, à medida em que se aproxima a altura de alteração do ciclo de juros.

Os economistas prevêem que a subida de juros comece no último trimestre do ano, e que 2010 termine com o preço do dinheiro em 1,50%.

Ver comentários
Outras Notícias