Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euribor a três meses volta a subir e renova máximo do ano

As Euribor voltaram a subir, em todos os prazos, num movimento que revela a crescente tensão no mercado interbancário. A taxa a três meses está já no nível mais elevado deste ano, enquanto a Euribor a seis meses aproxima-se da taxa do BCE.

Paulo Moutinho 03 de Junho de 2010 às 10:27
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
As Euribor voltaram a subir, em todos os prazos, num movimento que revela a crescente tensão no mercado interbancário. A taxa a três meses está já no nível mais elevado deste ano, enquanto a Euribor a seis meses aproxima-se da taxa do BCE.

A taxa a seis meses, a mais utilizada como indexante nos contratos de crédito à habitação em Portugal, valorizou em 0,2 pontos base, na sessão de hoje. Subiu pela quarta sessão consecutiva, fixando-se nos 0,996%.

Está cada vez mais próxima da taxa de referência do Banco Central Europeu (BCE), que mantém os juros inalterados em 1%, o nível mais baixo de sempre, sendo que só é expectável que a taxa directora volte a subir no próximo ano.

Não é, assim, a perspectiva de aumento de juros que está a impulsionar as Euribor, mas sim as crescentes tensões no mercado interbancário. Os bancos estão cada vez mais relutantes em emprestar dinheiro entre si, receando situações de incumprimento.

Este “stress” justifica o facto da Euribor a três meses ter fixado hoje um novo máximo deste ano, nos 0,706%. Há mais de um mês que esta taxa interbancária inverteu a tendência.

Nos períodos mais longos a tendência também é de subida, com o a Euribor a nove meses a valorizar para os 1,137% e a Euribor de 12 meses a avançar para 1,268%, naquela que é já a quinta sessão consecutiva em alta.

Ver comentários
Outras Notícias