Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro aproxima-se de máximo de um ano

A moeda europeia seguia a valorizar contra o dólar, pelo segundo dia consecutivo, com o mercado a especular que o dado económico que será divulgado hoje nos EUA venha adicionar mais sinais de que a Reserva Federal dos EUA está prestes a terminar o ciclo d

Paulo Moutinho 03 de Maio de 2006 às 11:09
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A moeda europeia seguia a valorizar contra o dólar, pelo segundo dia consecutivo, com o mercado a especular que o dado económico que será divulgado hoje nos EUA venha adicionar mais sinais de que a Reserva Federal dos EUA está prestes a terminar o ciclo de subidas dos juros, uma situação que contrasta com a perspectiva de novas subidas do preço do dinheiro na Zona Euro.

Contra a divisa norte-americana, o euro [euro] ganhava 0,2 para os 1,2639 dólares, tendo chegado a negociar nos 1,2670 dólares, aproximando-se do valor mais elevado desde

dia 19 de Maio do ano passado (1,2690 dólares) atingido na passada segunda-feira.

Segundo os economistas consultados pela Bloomberg, o índice ISM dos EUA, que será divulgado esta tarde, deverá ter recuado para os 59,4 pontos em Abril, dos 60,5 verificados no mês de Março.

A confirmar-se esta estimativa, é mais um sinal para o mercado de que a Reserva federal norte-americana deverá estar próxima de terminar o ciclo de quase dois anos de subidas consecutivas da taxa de juro directora dos EUA, que levou a taxa de referência dos 1% para os actuais 4,75%.

A possibilidade do fim das subidas do preço do dinheiro nos Estados Unidos contrasta com as perspectivas de novos aumentos dos juros na Zona Euro. O Banco Central Europeu aumentou a taxa directora pela primeira vez em Dezembro de 2005, voltando a subir o preço do dinheiro em Março deste ano, para os actuais 2,5%.

As perspectivas do mercado acerca de novas subidas nas taxas de juros estão a ser suportadas pelas declarações recentes do vice-presidente do BCE, Lucas Papademos, que afirmou estarem «garantidos» mais aumentos do preço do dinheiro até ao final do ano, e do seu colega grego Nicholas Garganas que afirmou que a autoridade monetária da Zona Euro vai continuar a aumentar a sua taxa de juro de referência.

Outras Notícias