Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro cai com expectativa de corte dos juros nos EUA

O euro seguia a perder 0,43% face ao dólar, com os mercados a aguardarem que a Reserva Federal (FED) norte-americana baixe a sua taxa directora na sua reunião de hoje, na tentativa de estimular o crescimento económico.

João Mata 21 de Agosto de 2001 às 18:09
  • Partilhar artigo
  • ...
O euro seguia a perder 0,43% face ao dólar, com os mercados a aguardarem que a Reserva Federal (FED) norte-americana baixe a sua taxa directora na sua reunião de hoje, na tentativa de estimular o crescimento económico.

A moeda única transaccionava nos 0,9105 dólares e perdia 1,41% relativamente à divisa nipónica, ao negociar nos 109,02 ienes.

Os analistas estimam que o FED irá baixar a sua taxa de juro de referência em 25 pontos base para os 3,5%, respondendo a indicadores económicos divulgados nos últimos tempos, que indiciaram que a recuperação da maior economia mundial poderá demorar mais tempo do que o inicialmente esperado.

Caso se confirmem estas previsões, a autoridade monetária norte-americana irá efectuar o sétimo corte de taxas desde o dia 3 de Janeiro do corrente ano, elevando a diminuição acumulada desde aquela data para os 300 pontos base.

O presidente do FED, Alan Greenspan, alertou no mês passado para a possibilidade de o período de abrandamento económico dos Estados Unidos (EUA) ainda não ter terminado, referindo que poderiam ser efectuadas novas descidas dos juros, em caso de degradação dos indicadores económicos.

No segundo trimestre deste ano, o produto interno bruto (PIB) dos Estados Unidos (EUA) aumentou 0,7%, o ritmo mais baixo dos últimos oito anos, com a economia a progredir abaixo da barreira dos 2% pelo quarto trimestre consecutivo.

Na Zona Euro, a taxa directora do Banco Central Europeu (BCE) situa-se actualmente nos 4,5%, depois de uma única redução de 25 pontos base desde o início deste ano, no decorrer do mês de Maio.

A descida dos juros costuma contribuir para impulsionar o investimento e o consumo, através da redução dos encargos associados à contracção de financiamentos por parte de particulares e empresas.

Cada euro vale 200,482 escudos.

Outras Notícias