Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro cai com indicadores acima do esperado nos EUA

O euro cedia 0,27% face ao dólar, depois das encomendas às fábricas nos EUA terem apresentado um comportamento melhor que o esperado em Novembro, indiciando que a maior economia mundial está próxima da recuperação.

João Mata 08 de Janeiro de 2002 às 16:57
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
O euro cedia 0,27% face ao dólar, depois das encomendas às fábricas norte-americanas terem apresentado um comportamento melhor que o esperado em Novembro, indiciando que a maior economia mundial está mais próxima de encetar uma recuperação.

A moeda europeia [EUR] cotava nos 0,8912 dólares e registava uma valorização de 0,87% face à divisa nipónica, ao transaccionar nos 118,11 ienes.

As encomendas às fábricas norte-americanas, excluindo as de produtos militares, cresceram 0,8% em Novembro, na segunda subida mensal consecutiva, sinalizando uma recuperação do sector. Os analistas estimavam uma descida de 2,8% nas encomendas.

Segundo dados divulgados recentemente, o índice que mede a evolução da confiança dos consumidores norte-americanos cresceu em Dezembro para os 93,7 pontos, face aos 84,9 pontos atingidos em Novembro, registando a maior subida mensal desde Fevereiro de 1998.

A conjugação destes indicadores aponta para um possível aumento do consumo, que representa cerca de 75% do produto interno bruto (PIB) dos Estados Unidos (EUA), o que poderá pôr termo ao período de abrandamento da economia norte-americana mais cedo que o previsto.

Na Zona Euro, a confiança entre os consumidores aumentou em Dezembro pela primeira vez em 12 meses, sugerindo que os cortes nas taxas de juro estão a ter um efeito positivo nas economias europeias.

No último ano, o Banco Central Europeu (BCE) baixou a sua taxa directora num total de 150 pontos base para os 3,25%. Os analistas esperam novos cortes nos primeiros meses deste ano, depois da inflação europeia ter abrandado em Dezembro para os 2%, o limite máximo estabelecido pela instituição.

As descidas de juros costumam estimular o investimento e o consumo, através da redução dos encargos associados à contracção de financiamentos.

Cada euro vale 200,482 escudos.

Ver comentários
Outras Notícias