Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro em alta impulsionado por plano de recapitalização da banca

A moeda única segue a negociar em alta face ao dólar, a reflectir o optimismo dos investidores em torno da resolução da crise da dívida soberana na Europa, e também as declarações de Trichet e Merkel sobre o programa de recapitalização da banca europeia.

Andreia Major amajor@negocios.pt 07 de Outubro de 2011 às 15:58
  • Partilhar artigo
  • ...
O euro ganha 0,52% para 1,3508 dólares, a reagir às afirmações de Merkel. A chaceler alemã declarou que o plano para a recapitalização da banca europeia será tema de debate na próxima Cimeira Europeia, a realizar dentro de duas semanas, a 17 e 18 de Outubro.

Há dois dias, no final da reunião com Durão Barroso, Merkel admitiu a criação de um plano para recapitalizar a banca europeia, discussão que tem ganho peso nos últimos dias e que tem impulsionado os mercados financeiros.

"Está a esgotar-se o tempo" para definirmos um plano de recapitalização da banca, caso tal seja necessário, disse Merkel, salvaguardando desde já que terão que existir "critérios uniformes" na ajuda aos bancos europeus e que estas discussões poderão ter lugar na cimeira europeia que terá lugar este mês.

Posteriormente, Merkel esclareceu que o mecanismo de último recurso para recapitalizar a banca poderá ser o Fundo Europeu de Estabilização Financeira. Se um banco com problemas não conseguir angariar capital e o seu país não o puder ajudar, pode recorrer ao fundo, caso a estabilidade do euro esteja em perigo, ilustrou a chanceler.

Ontem, Jean-Claude Trichet afirmou que os "bancos têm que fazer o que for necessário" para garantir que se defedem de um ambiente mais adverso, reforçando as suas posições em termos de liquidez e de solvabilidade.

Entre as cautelas que podem ser tomadas estão a "moderação nas remunerações", o não pagamento de dividendos, o recurso ao sector privado para recapitalização e, se necessário, o recurso a dinheiros públicos, nomeadamente através do FEEF.

Jean Claude Trichet anunciou também ontem o lançamento de um segundo programa de compra de obrigações securitizadas ( Covered bonds ) num montante de 40 mil milhões de euros a serem gastos entre Novembro deste ano e Outubro de 2012.

O programa visa aliviar as tensões nos mercados, nomeadamente comprando activos que os bancos tenham nos seus balanços. O BCE admite também comprar este tipo de activos em mercado primário.

Os receios dos investidores em torno da crise da dívida estão a aliviar, dado que as instituições internacionais estão a tomar medidas para assegurar a sustentabilidade da banca europeia.

Ver comentários
Saber mais euro dólar Trichet Merkel banca Europa
Outras Notícias