Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro em máximo de oito meses anula perdas de 2004 face ao dólar

O euro ultrapassou hoje a fasquia dos 1,26 dólares, um máximo de Fevereiro, anulando a desvalorização sofrida face à moeda norte-americana durante grande parte de 2004. As preocupações sobre a economia dos EUA deverão continuar a pressionar o dólar.

Ruben Bicho rbicho@mediafin.pt 20 de Outubro de 2004 às 16:44
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O euro ultrapassou hoje a fasquia dos 1,26 dólares, um máximo de Fevereiro, anulando a desvalorização sofrida face à moeda norte-americana durante grande parte de 2004. As preocupações sobre a economia dos EUA deverão continuar a pressionar o dólar.

No início do ano, o euro cotava nos 1,26 dólares, e depois de atingir um máximo nos 1,2926 dólares, inverteu a tendência e passou a negociar em queda frente à nota verde.

O dinamismo que a economia norte-americana apresentava na altura impulsionou o dólar, que chegou a ganhar 6,1% à moeda europeia, atingindo um máximo nos 1,18 dólares por euro em Maio.

No entanto, desde Junho a economia dos EUA começou a dar sinais de abrandamento, e os números relativos aos défices da balança comercial e corrente atingiram máximos históricos. O dólar foi perdendo fulgor à medida que se multiplicavam os dados negativos nos indicadores relativos a confiança de consumidores, criação de emprego e actividade industrial.

A queda da moeda norte-americana acentuou-se este mês, com as preocupações sobre o impacto dos preços do petróleo a juntarem-se aos outros receios dos investidores no que toca à evolução do dólar. Desde o início de Outubro, o euro valorizou 1,6% contra o dólar.

Os analistas prevêem que esta tendência deva continuar devido à situação da economia norte-americana. O banco UBS reviu em alta as suas estimativas de evolução do euro, antecipando que dentro de um mês a moeda europeia esteja nos 1,27 dólares e dentro de três meses a cotação suba para os 1,29 dólares.

 

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias