Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro em queda aguarda decisão da Fed sobre juros

O euro desvalorizava no dia em que as atenções do mercado estão na decisão e no discurso da Reserva Federal que deverá ser anunciada no final do dia. Os economistas estimam mais uma subida de 25 pontos base na taxa de juro de referência dos EUA mas muitos

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 13 de Dezembro de 2005 às 11:35
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

O euro desvalorizava no dia em que as atenções do mercado estão na decisão e no discurso da Reserva Federal que deverá ser anunciada no final do dia. Os economistas estimam mais uma subida de 25 pontos base na taxa de juro de referência dos EUA mas muitos acreditam que, no discurso, deverá ser assinalado que o fim do ciclo de aumentos está para breve.

Contra a moeda norte-americana o euro deslizava 0,25% para os 1,1923 dólares.

Segundo economistas consultados pela Bloomberg, os responsáveis da Fed deverão hoje decidir-se por um aumento de 25 pontos base para os 4,25%, o que acontecer representa o décimo terceiro aumento consecutivo desde Junho de 2004

No entanto, o euro avançou ontem mais de 1% para o valor máximo desde 4 de Novembro nos1,1976 dólares perante a expectativa de que a Fed indicie que o fim do ciclo de subida de juros está para breve. A referência a uma política de subida «moderada» dos juros, que tem estado sempre presente nos últimos discursos da autoridade monetário dos EUA, deverá desaparecer do comunicado desta semanas, indicando a aproximação do final do ciclo de subida do dinheiro.

O aumento do preço do dinheiro para os 4,25%, já esperado pelo mercado, colocará os juros perto do nível que muitos analistas consideram «neutral» para a economia norte-americana, sendo de esperar uma manutenção na política a partir deste nível.

Os sete aumentos consecutivos na taxa de juro de referência desde Janeiro por parte da Fed  encaminharam o dólar para o seu primeiro ganho anual em quatro anos face ao euro. Ou seja, o diferencial dos juros os EUA e na Europa tem penalizado a moeda única europeia.

No entanto o facto do Banco Central Europeu ter aumentado a sua taxa de juro de referência pela primeira vez em cinco anos a par com o facto de se esperar que o ciclo de subidas na maior economia do mundo esteja perto do fim, abre espaço para se especular que esse diferencial possa vir a ser encurtado.

Outras Notícias