Mercados Euro segue a subir com receios que os EUA não impeçam queda do dólar

Euro segue a subir com receios que os EUA não impeçam queda do dólar

O euro seguia a subir depois de ter atingido hoje um novo máximo nos 1,3469 dólares, pela quinta em seis sessões de negociação, impulsionado pela especulação de que os EUA não vão actuar para parar a desvalorização do dólar.
Negócios 07 de dezembro de 2004 às 15:37

O euro seguia a subir depois de ter atingido hoje um novo máximo nos 1,3469 dólares, pela quinta em seis sessões de negociação, impulsionado pela especulação de que os EUA não vão actuar para parar a desvalorização do dólar. O presidente do Banco Central Europeu (BCE), Jean-Claude Trichet e os ministros das Finanças europeus apelaram ontem aos responsáveis norte-americanos para ajudarem a parar a queda da moeda.

O euro [eur] ganhava 0,21% para os 1,3431 dólares contra a moeda norte-americana.

O presidente do BCE e os Ministros das Finanças europeus reuniram ontem e pediram ao EUA para ajudar a deter a queda do dólar, acrescentando que cada região deve fazer os seus «trabalhos de casa» para reverter a situação no mercado cambial.

O Secretário do Tesouro norte-americano, John Snow, disse a 3 de Dezembro que «a virtude dos mercados é que eles próprios corrigem» os desequilíbrios, sugerindo que não vai fazer nada para deter a queda do dólar. O mesmo responsável acrescentou que «não vou comentar o que possamos vir a fazer, ou não, mas digo que tenho muito respeito pelo comportamento dos mercados».

Questionado sobre as queixas dos responsáveis europeus, um porta-voz do Tesouro dos EUA, Rob Nichols, disse que «em matéria de moeda, as nossas perspectivas são bem conhecidas».




Marketing Automation certified by E-GOI