Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euro sobe com défice de conta corrente recorde nos EUA

O euro valorizava face ao dólar depois dos EUA terem divulgado que registaram, no primeiro trimestre, o défice da balança de conta corrente mais elevado de sempre. O facto dos EUA e da Alemanha terem encerrado as missões diplomáticas na Nigéria também pre

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 17 de Junho de 2005 às 15:39

O euro valorizava face ao dólar depois dos EUA terem divulgado que registaram, no primeiro trimestre, o défice da balança de conta corrente mais elevado de sempre. O facto dos EUA e da Alemanha terem encerrado as missões diplomáticas na Nigéria também prejudicou o dólar.

Contra a moeda norte-americana, o euro avançava 1,03% para os 1,2233 dólares.

O défice da balança de conta corrente dos Estados Unidos atingiu os 195,1 mil milhões de dólares, no primeiro trimestre deste ano, o valor mais alto de sempre. No último trimestre do ano passado o défice da balança de conta corrente da maior economia do mundo era de 188,4 mil milhões de dólares. O crescimento verificado nos primeiros três meses deste ano deveu-se à subida dos preços da energia e ao aumento da procura de bens importados.

O encerramento de missões diplomáticas na Nigéria por parte dos EUA e da Alemanha devido a ameaças de segurança deu aos operadores uma oportunidade para encerrarem as apostas na valorização do dólar, disse um estratega citado pela Bloomberg.

O euro valorizou mesmo depois de ter sido divulgado que o índice de confiança dos consumidores norte-americanos subiu em Junho pela primeira vez este ano numa altura em que o mercado laboral registou melhorias e os preços dos combustíveis recuaram nos últimos meses.

O dólar regista assim a primeira queda semanal das últimas três depois de ter deslizado para os 1,20 dólares, um nível nunca visto desde Agosto.

Outras Notícias
Publicidade
C•Studio