Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext diz Reditus e Novabase entram no PSI-20 (act)

A Euronext anunciou hoje a nova composição da carteira do PSI-20 para o início de 2005, que passa a contar com a estreia da Reditus e o regresso da Novabase. A Portucel e a Teixeira Duarte vão deixar de integrar a composição do índice, tal como tinha ante

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 14 de Dezembro de 2004 às 18:48
  • Partilhar artigo
  • ...

A Euronext anunciou hoje a nova composição da carteira do PSI-20 para o início de 2005, que passa a contar com a estreia da Reditus e o regresso da Novabase. A Portucel e a Teixeira Duarte vão deixar de integrar a composição do índice, tal como tinha antecipado o Jornal de Negócios Online.

Num comunicado a Euronext Lisbon afirma que a nova carteira do PSI-20 vai entrar em vigor a partir de 3 de Janeiro. Todas as acções da empresa liderada por Moreira Rato são contabilizadas para calcular o seu peso no índice, enquanto à Novabase é aplicado um factor de correcção de 0,4.

A 30 de Novembro o Jornal de Negócios Online já tinha antecipado estas alterações no principal índice da bolsa nacional, com base na liquidez dos títulos em questão.

Os critérios para a alteração da composição do índice terminaram no fim de Novembro, e nessa altura, com base na liquidez dos últimos seis meses - o principal critério para definir a amostra - a Teixeira Duarte surgia na 24ª posição, enquanto a Reditus figurava no 17º lugar.

As regras do índice dizem que uma emissão passa a integrar a amostra desde que tenha atingido ou ultrapassado a décima oitava posição do novo «ranking» (caso da Reditus); ou tenha ocupado o décimo nono ou vigésimo lugar do novo «ranking» e seja chamada a substituir uma emissão que tenha obtido uma classificação inferior à vigésima segunda posição (caso da Teixeira Duarte). A construtora tem sido dos títulos mais instáveis na carteira do índice, tendo saído e entrado na carteira do «benchmark» por diversas vezes.

A saída da Portucel do índice deve-se à descida da liquidez do título, depois da oferta pública de aquisição (OPA) lançada pela Semapa, que reduziu o «free float» do título da empresa de pasta e papel a pouco mais de 3%.

A Novabase consegue regressar ao PSI-20 seis meses depois de ter abandonado a carteira do PSI-20, penalizada na altura por uma descida na liquidez do título, que também tem um baixo «free float».

Na lista de espera de Dezembro, divulgada também hoje pela Euronext, os títulos que surgem melhor colocados para entrar o índice numa próxima revisão, são os da Efacec, Teixeira Duarte, SAG, Soares da Costa, Ibersol, Mota Engil, Inapa, Finibanco, Sumolis e Vista Alegre Atlantis.

A Portucel, apesar de deixar o índice, não surge sequer na lista dos 10 títulos da lista de espera, sinalizando que para a empresa de pasta e papel, com uma capitalização bolsista de 1,14 mil milhões de euros (cerca de 61 vezes superior à da Reditus), terá de aumentar o seu «free float» para voltar ao PSI-20.


As acções da Reditus fecharam hoje a subir 4,4% para os 2,85 euros, tendo fixado um máximo desde 2001.

Outras Notícias