Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext Lisbon não acompanha queda das bolsas europeias

As acções da Euronext Lisbon seguiam pouco alteradas, «ignorando» a valorização do euro para um máximo histórico que estava a provocar desvalorizações nas principais bolsas europeias. O PSI-20 subia 0,01% e a Jerónimo Martins já fixou novo máximo.

Nuno Carregueiro nc@negocios.pt 19 de Novembro de 2003 às 09:03
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

As acções da Euronext Lisbon seguiam pouco alteradas, «ignorando» a valorização do euro para um máximo histórico que estava a provocar desvalorizações nas principais bolsas europeias. O PSI-20 subia 0,01% e a Jerónimo Martins já fixou novo máximo.

O PSI-20 seguia a marcar 6.433,74 pontos, com cinco empresas a subir, cinco a descer e 10 inalteradas. Na Europa o cenário era de quedas, depois de o euro ter atingido o valor mais elevado de sempre face à divisa americana, nos 1,1978 dólares.

A apreciação da moeda única penaliza as empresas exportadoras e o crescimento económico na área do euro.

No entanto, na bolsa nacional o efeito da subida do euro é limitado, e as acções seguiam pouco alteradas. A Portugal Telecom [PTC], a Electricidade de Portugal [EDP] e o Banco Comercial Português [BCP] seguiam mesmo com a cotação da véspera, nos 7,50 euros, 1,99 euros e 1,66 euros, respectivamente.

A impulsionar o índice as acções da Sonae SGPS [SON] cresciam 1,52% para os 0,67 euros e a Jerónimo Martins [JAMR] mantém a escalada ascendente, atingindo hoje um novo máximo desde Março de 2001 nos 9,77 euros. A distribuidora seguia a subir 1,04% até aos 9,75 euros.

Outras Notícias