Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext seguia a subir em contra-ciclo

A bolsa nacional negociava em subida com o PSI-20 seguia a ganhar 0,52%. A contribuir para a subida do índice estavam a Portugal Telecom, BCP e Jerónimo Martins.

Bernardo Meira bmeira@mediafin.pt 31 de Outubro de 2003 às 11:30
  • Partilhar artigo
  • ...

Em Madrid, o IBEX 35 [IBEX] negociava perdendo 0,2% nos 7104,90 pontos. A contribuir mais para a descida do índice, estava a operadora de telecomunicações Telefónica desvalorizava 0,6% para os 10,65 euros e o Banco BBVA que perdia 0,8% para os 9,77 euros.

Nos ganhos, a transportadora aérea Iberia avançava 2% para os 2,08 euros, juntamente com a seguradora Mapfre que subia 1,4% para os 10,65 euros.

Na Alemanha, o DAX [DAX] recuava 0,15% nos 3.634,16 pontos. O banco Deustche Bank era o papel que mais contribuía para a descida do índice alemão perdendo 1% para os 56,47 euros, juntamente com a fabricante de semicondutores E.On que recuava 0,3% para os 43,24 euros. A sustentar uma maior descida do índice, a seguradora Allianz avançava 1,3% para os 92,19 euros.

Na praça parisiense, o CAC 40 [CAC] perdia 0,72% para os 3.363,08 pontos. A petrolífera Total Fina liderava as perdas, recuando 0,8% para os 133,5 euros, juntamente com a fabricante de cosméticos L’Oreal que descia 1,6% para os 63,45 euros. Nas valorizações, a fabricante de componentes electrónicos Thompson avançava 2,1% para os 18,09 euros.

De acordo com os dados hoje divulgados pelo ministério francês do Trabalho, registaram-se como desempregados mais 37 mil pessoas durante o mês de Setembro, excedendo largamente as previsões dos analistas, o que totaliza um universo de 2,639 milhões de pessoas activas sem colocação em França. No período em análise a taxa de desemprego aumentou de 9,6% para 9,7%.

Em Londres, o FTSE 100 [UKX] descia 0,27% nos 4.289,50 pontos. A liderar as perdas, a farmacêutica GlaxoSmithKline recuava 1,3% para as 12,52 libras (18,21 euros) e a operadora de telecomunicações Vodafone caía 0,2% para as 1,24 libras (1,8 euros). Nos ganhos, a petrolífera British Petroleum avançava 1,2% para as 4,1 libras (5,96 euros).

O AEX de Amesterdão desvalorizava 0,05% para os 328,40 pontos. A contribuir mais para a descida do índice estava a fabricante de produtos electrónicos Philips que recuava 1,13% para os 22,8 euros, juntamente com a fabricante de cerveja Heineken que perdia 1,6% para os 30,73 euros. A puxar o índice estava o banco ABN AMRO a valorizar 1,74% para os 18,09 euros, no dia em que registou resultados líquidos de 832 milhões de euros, mais 41% que no período homólogo de 2002.

De acordo com afirmações de Rijkman Groenink, presidente executivo da instituição bancária, a administração da mesma aguarda agora que o resultado líquido anual aumente 25%, para mais de três mil milhões de euros. Tal estimativa revê em alta a anterior previsão de crescimento de 15% para o exercício completo.

Ver comentários
Outras Notícias