Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Euronext seguia a subir em contra ciclo (act.)

A bolsa nacional negociava em subida com o PSI-20 a avançar 0,56%. A contribuir para a subida do índice estavam a Portugal Telecom, BCP e Jerónimo Martins.

Bernardo Meira bmeira@mediafin.pt 31 de Outubro de 2003 às 13:11
  • Partilhar artigo
  • ...

A bolsa nacional negociava em subida com o PSI-20 a avançar 0,56%. A contribuir para a subida do índice estavam a Portugal Telecom, BCP e Jerónimo Martins. O BPI e Brisa contrariavam uma maior subida do índice.

O índice PSI-20 [PSI20] cotava nos 6.320,24 pontos, com seis acções em subida, sete inalteradas e sete em queda, com 41,29 milhões de euros negociados. Os resultados líquidos das empresas que ponderam no índice PSI-20 melhoraram 34,4%, entre Janeiro e Setembro desde ano, face ao período homólogo.

«O mercado seguia com muitos títulos inalterados, onde os títulos mais interessantes eram a Jerónimo Martins e PT com recomendações de “compra” das principais casas de corretagem», referiu o operador José Garcia da BNC Dealer, acrescentando que os mercados aguardam a divulgação do Índice de Confiança do Consumidor nos EUA, cuja divulgação está prevista para as14h50 (hora de Lisboa), pela Universidade de Michigan.

A Portugal Telecom (PT) ganhava 1,26% para os 7,21 euros com 2,3 milhões de títulos movimentados. O terceiro trimestre reflectiu a recuperação económica da operadora de telecomunicações, prevendo-se melhoria nos resultados e na remuneração dos colaboradores até ao fim do ano.

No sector da banca, o Banco Comercial Português (BCP) avançava 1,21% para os 1,67 euros com 1,7 milhões de títulos transaccionados, o Banco BPI recuava 0,37% para os 2,67 euros e o Banco Espírito Santo (BES) mantinha-se inalterado nos 12,35 euros.

O BES e Odebrecht criaram uma aliança para concorrer ao TGV, noticiou hoje o Jornal de Negócios. A organização Odebrecht elegeu o projecto de comboio de alta velocidade em Portugal como um dos projectos em que pretende investir nos próximos anos, tendo criado uma aliança estratégica com o BES no sentido de se posicionar para concorrer.

Com esse objectivo, a Odebrecht e o BES apresentaram um estudo da viabilidade de traçados e de engenharia financeira ao ministro das Obras Públicas, Carmona Rodrigues, o qual foi actualizado pela última vez há cerca de duas semanas.

A Brisa recuava 0,19% para os 5,39 euros e a Sonae SGPS mantinha-se inalterada nos 0,61 euros, com cerca de um milhão de títulos negociados.

A Portucel subia 0,75% para os 1,35 euros e a Cofina descia 0,4% para os 2,46 euros, no dia em que decorre a Assembleia-Geral da papeleira.

A Portucel SGPS garante que a compra dos activos da Lecta adiciona 159 milhões de euros de valor à papeleira. A «holding» considera falsa as contas da Sonae que apontavam para uma destruição de valor accionista num montante de 250 milhões de euros.

A Portucel SGPS considera que a aquisição de activos da Lecta, «em vez de destruir 250 milhões de euros de valor, tal como é referido pela Sonae SGPS, adiciona 159 milhões de euros», refere um comunicado da «holding» estatal distribuído aos jornalistas, à margem da Assembleia-geral.

A Jerónimo Martins avançava 4,91% para os 7,91 euros com 300 mil títulos transaccionados, resultante da divulgação dos resultados onde o papel tem recomendação de «compra» das principais casas de corretagem.

A Impresa, liderada por Francisco Pinto Balsemão, mantinha-se inalterada nos 3,52 euros, juntamente com a eléctrica nacional EDP, igualmente sem alteração, nos 1,96 euros com perto de 1,5 milhões de títulos transaccionados.

A eléctrica portuguesa, que ontem apresentou os seus resultados, reduziu a sua dívida em 349,5 milhões de euros com a alienação da sua participação na Iberdola.

Ver comentários
Outras Notícias