Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Executivos de bancos e operadores de derivados deviam estar "todos presos"

Joe Berardo culpa os executivos bancários e os operadores do mercado de derivados pela actual crise financeira dizendo que eles deveriam estar todos presos . O empresário aponta também o dedo ao investidor George Soros pelo falta de controlo no mercado financeiro.

Maria João Soares mjsoares@negocios.pt 27 de Março de 2009 às 12:18
  • Assine já 1€/1 mês
  • 30
  • ...
Joe Berardo culpa os executivos bancários e os operadores do mercado de derivados pela actual crise financeira dizendo que “eles deveriam estar todos presos”. O empresário aponta também o dedo ao investidor George Soros pelo falta de controlo no mercado financeiro.

Numa entrevista a jornalistas brasileiros durante uma visita à Quinta dos Loridos, publicada pela revista Valor, Joe Berardo falou da crise financeira internacional e do impacto que esta está a ter na sua fortuna.

O empresário, cujas principais perdas sofridas foram com as acções do BCP, lamenta também os prejuízos com acções do Citigroup e do Royal Bank of Sctland que tinha comprado “para os netos” e diz que se sentiu enganado ao assistir à sucessão de prejuízos anunciados pelas instituições.

“Eles deveriam estar todos presos. Levaram o mundo à bancarrota”, disse citado pela Valor, referindo-se aos executivos de bancos e operadores do mercado de derivados.

Outro culpado pela crise apontado por Berardo é o milionário George Soros. O empresário madeirense diz que o investidor húngaro é o “grande culpado” pela falta de controlo no mercado financeiro depois do bem sucedido ataque especulativo à libra esterlina, em 1992, que mudou a estrutura do sistema financeiro.

“O Soros dá uma patacas para caridade e ninguém percebe que ele quer economizar impostos”, disse na entrevista.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias