Mercados num minuto Fecho dos mercados: Bolsas e juros fazem pausa à espera da Fed

Fecho dos mercados: Bolsas e juros fazem pausa à espera da Fed

O dia foi marcado por maior cautela entre os investidores, que aguardam pelo fim da reunião da Fed para perceber o que vai o banco central dos EUA fazer. Desce ou não os juros num futuro próximo? Esta é a questão que os investidores querem ver respondida.
Fecho dos mercados: Bolsas e juros fazem pausa à espera da Fed
Reuters
Sara Antunes 19 de junho de 2019 às 17:17

Os mercados em números

PSI-20 caiu 0,51% para 5.098,93 pontos

Stoxx 600 estabilizou nos 384,77 pontos

S&P 500 valoriza 0,04% para 2.919,06 pontos 

"Yield" a 10 anos de Portugal sobe 2,1 pontos base para 0,544%

Euro aprecia 0,21% para 1,1218 dólares

Petróleo desce 0,13% para 62,06 dólares por barril, em Londres

 

Bolsas europeias "congeladas" à espera da Fed

As bolsas europeias fecharam sem rumo definido, num dia em que o foco está na reunião do banco central dos EUA. Os investidores assumiram uma postura mais cautelosa à espera de novidades. 

O dia de ontem foi animado, com as bolsas a subirem mais de 1%, num dia marcado por novidades que agradaram aos investidores. Por um lado, Mario Draghi admitiu implementar mais estímulos económicos, abrindo a porta a uma redução de juros, por outro lado o presidente dos EUA, Donald Trump, revelou que antecipou as negociações com a China, o que aumentou a especulação sobre o aproximar de um desfecho positivo na frente comercial.

 

Contudo, esta quarta-feira o entusiasmo esmoreceu, com os investidores expectantes sobre a Reserva Federal (Fed). O banco central dos EUA conclui a sua reunião hoje e apesar de não se prever qualquer anúncio nesta reunião os investidores aguardam por sinais sobre o futuro da política monetária americana. Na realidade, os investidores esperam que hoje seja sinalizado um corte de juros futuro, como medida de apoio à economia, numa altura de elevada incerteza devido à guerra comercial.  

O Stoxx600, índice que agrega as 600 maiores cotadas europeias, fechou inalterado face ao valor da última sessão. As bolsas oscilaram entre uma queda de 1%, do índice grego, e uma subida de 0,4%, da bolsa italiana. 

 

Juros aliviam de mínimos

As taxas de juro estão a subir na generalidade dos países, a aliviarem das fortes quedas registadas na última sessão. Ontem, as palavras do presidente do BCE, Mario Draghi, animaram os investidores, que depressa incorporaram a perspetiva de suporte do banco central à economia.

 

Os investidores estão a optar hoje por uma abordagem mais cautelosa, à espera da Fed. A taxa de juro implícita na dívida a 10 anos de Portugal subiu 2,1 pontos base para 0,544%. Já a "yield" da dívida alemã avança 3,2 pontos para -0,291%.

 

Dólar cai à espera da Fed

E se as bolsas ontem se animaram com a perspetiva de cortes de juros, o mercado cambial não teve uma reação tão otimista. O dólar está a descer contra as principais moedas mundiais, numa altura em que se está a antecipar que a Fed possa inverter a política monetária e decretar num futuro próximo uma descida de juros. Neste contexto, o euro está a fortalecer-se, subindo 0,21% para 1,1218 dólares. 

 

Petróleo pouco alterado

Os preços do petróleo seguem pouco definidos, num dia em que foram reveladas as reservas dos EUA. Os inventários de crude caíram em 3,1 milhões de barris na semana passada, o que superou a estimativa dos analistas consultados pela Bloomberg. Já a procura de gasolina atingiu um máximo histórico de 9,93 milhões de barris por dia. O barril do Brent, negociado em Londres e referência para Portugal, está a descer 0,13% para 62,06 dólares. Os preços do petróleo seguem assim pouco definidos, depois de ontem terem registado ganhos acentuados, animados pela expectativa de redução da tensão comercial entre os EUA e a China. 

 

Ouro desce

O ouro está a registar uma queda ligeira esta quarta-feira, mantendo-se acima dos 1.300 dólares por onça, numa altura em que tem servido de refúgio devido à elevada incerteza gepolítica. O metal precioso está a descer 0,09% para 1.345,42 dólares.



Marketing Automation certified by E-GOI