Mercados num minuto Fecho dos mercados: Bolsas europeias fecham em alta. Euro aprecia-se e petróleo cai

Fecho dos mercados: Bolsas europeias fecham em alta. Euro aprecia-se e petróleo cai

Os principais mercados europeus terminaram a semana a negociar em território positivo, apesar de acumularem uma queda semanal. Os preços do petróleo continuam a cair e já anularam os ganhos iniciais após os ataques na Arábia Saudita.
Fecho dos mercados: Bolsas europeias fecham em alta. Euro aprecia-se e petróleo cai
Reuters

Os mercados em números

PSI-20 subiu 0,57% para 4.934,28 pontos

Stoxx 600 avançou 0,47% para 391,79 pontos

S&P500 perde 0,2% para 2.971,41 pontos

Juros da dívida portuguesa a dez anos descem 0,6 pontos base para 0,160%

Euro aprecia-se em 0,21% para 1,094 dólares

Petróleo em Londres cai 1,43% para 61,84 dólares por barril

 

Europa cede depois de cinco semanas no verde 

As principais bolsas europeias fecharam a semana no verde, uma tendência positiva espelhada na subida de 0,47% para os 391,79 pontos do índice agregador das 600 maiores cotadas, o Stoxx600.

 

Entre as cotadas que conseguiram os maiores ganhos estão as do setor automóvel, das matérias-primas e do turismo, que terminam todos a somar mais de 1%.

 

O registo positivo não foi, contudo, suficiente para contrariar as perdas no agregado da semana. No conjunto dos últimos 5 dias, o Stoxx600 cedeu 0,30%, contando desta forma a primeira semana no vermelho depois de cinco sucessivas a somar.

 

Em Lisboa o sentimento foi semelhante, com o PSI-20 a avançar 0,57% para os 4.934,28 pontos mas a falhar o registo positivo na semana. A impulsionar o índice nacional nesta sessão esteve sobretudo o BCP, que somou mais de 2%.

  

Juros de Portugal caem

As taxas de juro da dívida portuguesa com maturidade a 10 anos cedem 0,6 pontos base para 0,160%, contrariando a tendência dos mercados obrigacionistas das maiores economias da Europa. Na Alemanha, a "yield" das obrigações de referência para a região, as Bunds, subiu 0,8 pontos base para os -0,578%.

Libra deprecia-se após sinais do Banco de Inglaterra. Euro sobe

A libra segue a recuar 0,11% para os 1,231 dólares, depois de o decisor do Banco de Inglaterra Michael Saunders ter sinalizado a possibilidade de cortes na taxa de juro mesmo com o processo do Brexit a decorrer.

Já o euro segue a valorizar 0,21% para os 1,094 dólares - ainda assim, manteve-se perto de mínimos de 2017. 

Petróleo anula ganhos desde ataque na Arábia Saudita

Depois do disparo no preço do petróleo, na ressaca dos ataques às instalações da Saudi Aramco, uma recuperação mais rápida do que o previsto da produção saudita fez com que os preços estabilizassem. As recentes quedas do preço do petróleo anularam os ganhos iniciais.

Hoje, o Brent, negociado em Londres e referência para Portugal, desvaloriza 1,43% para os 61,84 dólares por barril. O WTI cai 0,57% para os 56,10 dólares por barril. 

 

Ouro cai abaixo da barreira dos 1.500 dólares

O ouro está a caminho da maior queda semanal nos últimos seis meses, a negociar abaixo da marca dos 1.500 dólares por onça. Os preços conheceram uma queda recentemente devido a algum otimismo nas negociações comerciais entre os EUA e a China e a um dólar mais forte.

Hoje, o metal precioso segue a ceder 0,62% para os 1.495 dólares por onça.  

 




Marketing Automation certified by E-GOI