Mercados Fitch corta "rating" da PT e da Oi para "lixo" após falha de pagamento da Rioforte

Fitch corta "rating" da PT e da Oi para "lixo" após falha de pagamento da Rioforte

A agência de notação financeira reduziu o "rating" das duas empresas depois da falha de pagamento da Rioforte à PT do papel comercial no valor de 847 milhões de euros. A notação financeira foi colocada num patamar considerado "lixo".
Fitch corta "rating" da PT e da Oi para "lixo" após falha de pagamento da Rioforte
Pedro Elias/Negócios
Sara Antunes 17 de julho de 2014 às 07:37

O "rating" da Portugal Telecom e da Oi foi cortado em um nível para "BB+", o que significa que foi colocado num patamar considerado de investimento especulativo, ou seja, "lixo". A perspectiva foi colocada em "estável".

 

Esta decisão surge depois do acordo entre as duas operadoras anunciado na quarta-feira, 16 de Julho, e que estabeleceu novos contornos para a fusão, depois de a Rioforte ter falhado o pagamento de 847 milhões de euros em papel comercial investido pela Portugal Telecom.

 

A Fitch questiona o facto de a PT ter decidico investir "perto de 40%" do total de dinheiro disponível no final do ano passado "em dívida de um accionista com 10%". Este investimento "levanta várias preocupações, salienta a nota de investimento publicada ainda na quarta-feira à noite. Além disso esta questão "pode indicar que um risco de tolerância mais elevado em relação aos seus investimentos e uma estratégica de gestão mais agressiva o que não está em linha com uma categoria de investimento no perfil de risco", explica a Fitch.

 

Além desta questão, a agência salienta que o perfil financeira da empresa que vai surgir com a fusão das duas operadoras "não terá capacidade de assegurar um 'rating' de categoria de investimento devido aos desafios operacionais que vai enfrentar quer no Brasil quer em Portugal." 

 

(Notícia actualizada às 08h02 com mais informação)




pub

Marketing Automation certified by E-GOI