Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fitch e S&P admitem novos cortes no "rating" da dívida portuguesa

As duas agências de notação financeira baixaram o "rating" da dívida portuguesa na semana passada mas admitem novos cortes caso não exista uma clarificação das medidas que visam baixar o défice orçamental.

Negócios negocios@negocios.pt 28 de Março de 2011 às 08:49
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A Standard & Poor’s, que baixou o "rating" da dívida portuguesa em dois níveis após o PEC ter sido chumbado na Assembleia da República, sublinha, em entrevista ao "Diário Económico", que "seria útil se a oposição oferecesse algumas medidas alternativas para a consolidação orçamental e reformas estruturais".

Eillen Zhang, analista da S&P que segue Portugal, adianta que "serão necessárias medidas adicionais durante 2011 para que seja atingida a meta de 4,6% do défice".

Já Douglas Renwick da Fitch afirma que o chumbo do PEC IV foi "negativo do ponto de vista do rating" e admite novos cortes.

"O que poderia estabilizar o 'rating' é que o resgate fosse negociado muito rapidamente e que fosse acordado um pacote de medidas de consolidação, de reformas estruturais e que isso tivesse um efeito positivo sobre os mercados", sublinha Douglas Renwick em declarações ao "Diário Económico".

A Fitch também baixou o "rating" da dívida portuguesa em dois níveis na sequência do chumbo do PEC IV no Parlamento e do pedido de demissão do Governo de José Sócrates.
Ver comentários
Saber mais Standard & Poor’s Fitch rating da dívida
Mais lidas
Outras Notícias