Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fortes ganhos da banca impulsionam bolsa nacional

A bolsa nacional encerrou em alta de 0,66% e prolongou os ganhos das últimas três sessões. A Jerónimo Martins foi a cotada que mais contribuiu para a tendência em dia de fortes ganhos no sector da banca.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 29 de Setembro de 2011 às 16:48
  • Partilhar artigo
  • 10
  • ...
O PSI-20 encerrou nos 5.965,93 pontos, com 14 cotadas a subir e seis a descer.

O índice de referência nacional acumula um ganho de 4,27% numa semana em que as acções europeias têm valorizado todos os dias. O índice de referência para o Velho Continente progrediu hoje 0,40%.

A animar os investidores esteve, hoje, a divulgação de dados económicos animadores nos Estados Unidos.

Por cá, a gigante Jerónimo Martins valorizou 2,02% para 12,14 euros e foi o título que mais contribuiu para os ganhos da bolsa nacional.

No entanto, foi o sector da banca que mais se destacou, com o BCP a progredir 4,19% para 0,199 euros, o BES a ganhar 2,58% para 1,99 euros e o Banco BPI apreciou 5,16 para 0,693 euros. O Banif registou um ganho de 1,47% para 0,415 euros.

A contrariar maiores ganhos esteve, sobretudo, a EDP, que perdeu 1,43% para 2,l351 euros.

A descida no mercado bolsista foi reacção à decisão do Governo de introduzir uma taxa sobre as centrais eléctricas. O BESI estimou o impacto negativo desta notícia de 10 cêntimos no valor da eléctrica portuguesa.

Já a EDP Renováveis apreciou 0,17% para 4,129 euros e a REN, que gere a rede eléctrica nacional, subiu 0,96% para 2,10 euros.

A operadora de telecomunicações Portugal Telecom também marcou a sessão de hoje, ao ascender 0,9%. Já a Zon Multimédia perdeu 1,12% para 2,387 euros por título.

A Sonaecom valorizou 0,89% para 1,129 euros num dia em que o banco de investimento Santander reduziu o preço-alvo para a cotada de 1,71 euros para 1,60 euros. Ainda assim, a recomendação para a dona da Oprtimus permaneceu em “comprar”.

Também a concessionária Brisa se destacou pela positiva, ao subir 2,08% para 2,65 euros por acção.

(Actualiza com mais cotações e gráfico)




Ver comentários
Outras Notícias