Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Fortes subidas da banca impulsionam bolsa nacional

A bolsa portuguesa encerrou em terreno positivo impulsionada pelas fortes subidas do Banco Comercial Português e do Banco BPI. O PSI-20 valorizou 0,83% e acompanhou os ganhos superiores a 1% dos restantes mercados europeus.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 26 de Fevereiro de 2008 às 16:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa portuguesa encerrou em terreno positivo impulsionada pelas fortes subidas do Banco Comercial Português e do Banco BPI. O PSI-20 valorizou 0,83% e acompanhou os ganhos superiores a 1% dos restantes mercados europeus.

O principal índice da bolsa nacional [psi20] negociou nos 11.169,29 pontos, com dez títulos a subir, sete a descer e três inalterados. Os principais mercados europeus ganharam mais de 1% a beneficiar, essencialmente, da recuperação do sector bancário.

Na bolsa portuguesa, as acções do Banco Comercial Português [bcp] encerraram em terreno positivo pelo segundo dia consecutivo, recuperando das fortes quedas registadas na semana passada.

O banco esteve hoje a beneficiar da recuperação do sector bancário em toda a Europa e da revisão em alta da recomendação da Lisbon Brokers de "comprar" para "forte compra". As acções do BCP ganharam 6,57% para os 1,865 euros, com mais de 22 milhões de títulos negociados.

Esta subida ocorreu apesar da JPMorgan ter baixado a avaliação do para 1,60 euros por acção, valor que atribui um potencial de queda de 11% às acções do banco. O banco norte-americano prevê uma elevada diluição dos lucros, com o aumento de capital, e reviu em baixa as suas estimativas de resultados.

As acções do Banco BPI [bpin] subiram 4,19% para os 3,23 euros, enquanto o Banco Espírito Santo [besnn] fechou inalterado nos 12,02 euros. Fora do PSI-20, as acções do Banif [banin] valorizaram 1,60% para os 3,18 euros.

Ainda a liderar os ganhos da bolsa esteve a Galp Energia [galp pl] com uma subida de 1,01% para os 16,95 euros e a Sonae SGPS [SON], com um ganho de 1,24% para os 1,225 euros.

As restantes empresas do grupo Sonae fecharam hoje a perder mais de 1%. A Sonae Capital [sonc] perdeu 1,91% para os 1,54 euros e a Sonaecom [snc] recuou 1,20% para os 2,478 euros.

O sector das telecomunicações liderou as perdas do dia de hoje. A Zon Multimédia [zon] recuou 0,8% para os 8,65 euros e a Portugal Telecom [ptc] perdeu 0,24% para os 8,38 euros. O BNP Paribas estima uma quebra de 21% dos lucros da Portugal Telecom em 2007.

No sector da construção, a Semapa [sema] fechou a cair 1,77% para os 8,33 euros e a Mota-Engil [egl] avançou 0,41% para os 4,86 euros. A Soares da Costa [sco] perdeu 1,23% para os 1,61 euros e fora do PSI-20, a Teixeira Duarte [txdo] avançou 0,69% para os 1,45 euros.

Fora do índice principal destaque ainda para a Pararede [para] que perdeu 14,29% para os 18 cêntimos, com mais de 26 milhões de títulos negociados.

Ver comentários
Mais lidas
Outras Notícias