Mercados Fusões e aquisições já superam valor de 2016 graças aos negócios da EDP

Fusões e aquisições já superam valor de 2016 graças aos negócios da EDP

O montante das operações de fusão e aquisição no primeiro trimestre deste ano subiu 315% face ao mesmo período de 2016.
Fusões e aquisições já superam valor de 2016 graças aos negócios da EDP
Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria 24 de abril de 2017 às 16:15

O mercado de fusões e aquisições português registou 95 transacções no primeiro trimestre deste ano, o que representa uma subida de 32% face ao mesmo período do ano passado. Mas, mais do que o volume de operações, foi o valor destes negócios que cresceu de forma acelerada em comparação com o trimestre homólogo. Mais precisamente 315%.

Segundo os dados do Relatório Transaccional TTR do mercado ibérico, revelados esta segunda-feira, 24 de Abril, das 95 transacções registadas, só se conhece o valor de 38, que totalizam 8.378 milhões de euros.

Este montante é não só superior ao valor das transacções registadas nos primeiros três meses de 2016 (315%) como ao de todas as operações do conjunto do ano passado (8.338 milhões de euros).

Na lista dos maiores negócios do trimestre destacam-se seis operações, sendo que metade é protagonizada pela EDP. No número um do ranking está a venda da empresa de distribuição de gás espanhola Naturgas, pela EDP, por 2,5 mil milhões de euros, um negócio anunciado a 27 de Março.

No mesmo dia foi conhecida a OPA da EDP sobre a EDP Renováveis, que ocupa o segundo lugar na lista dos maiores negócios do trimestre, avaliado em 1,33 mil milhões de euros.

No topo da lista estão ainda a venda do Novo Banco à Lone Star, a OPA do CaixaBank sobre o BPI, a venda da Portgás pela EDP e a venda da unidade de produtos agrícolas do grupo Sapec ao fundo de private equity internacional Bridgepoint por 456 milhões de euros.

O relatório mostra ainda que as aquisições inbound verificadas no primeiro trimestre de 2017 correspondem a um crescimento de 23% em comparação com o período homólogo de 2016, em que se registaram 26 operações protagonizadas por empresas estrangeiras. As 32 transacções que ocorreram nos três primeiros meses de 2017 correspondem a, aproximadamente, 36% do número total de inbound registadas no conjunto de 2016.

Os espanhóis lideram a lista de investidores, com a aquisição de 13 empresas portuguesas. Cinco foram adquiridas pelos Estados Unidos e quatro pela Alemanha.

 
Os cinco maiores negócios do trimestre:




pub

Marketing Automation certified by E-GOI