Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp e BCP impulsionam PSI-20 com Corticeira e Novabase a brilhar

A bolsa lisboeta recuperou na última sessão da semana das perdas acumulas nos quatro dias anteriores. Galp e BCP foram as cotadas que mais impulsionaram, porém foram as subidas expressivas da Corticeira Amorim e da Novabase que estiveram em destaque.

A carregar o vídeo ...
David Santiago dsantiago@negocios.pt 15 de Maio de 2020 às 16:43
  • Assine já 1€/1 mês
  • 19
  • ...
O índice PSI-20 fechou a sessão desta sexta-feira, 15 de maio, a ganhar 0,94% para 3.995,72 pontos, recuperando assim parte das perdas acumuladas nos quatro dias anteriores em que encerrou no vermelho. Na semana, a praça lisboeta acumulou perdas superiores a 5,5% na segunda semana seguida a perder valor. 

Também as principais praças europeias transacionaram em alta, com o índice de referência europeu a interromper um ciclo de duas quedas apoiado nos ganhos dos setores das matérias-primas, automóvel e turismo. Contudo, o Stoxx600 perdeu em torno de 4% na semana após duas semanas consecutivas a ganhar valor. 

Em Lisboa, a Galp Energia e o BCP foram as cotadas que mais impulsionaram. A petrolífera somou 3,74% para 9,936 euros e o banco ganhou 1,99% para 8,71 cêntimos. Ainda a impulsionar esteve a Nos (+1,21% para 3,17 euros) e a Altri (+1,74% para 4,10 euros).

No entanto, a Corticeira Amorim, que disparou 8,48% para 8,95 euros, e a Novabase, que avançou 5,64% para 2,81 euros, estiveram em destaque. A Corticeira chegou mesmo a apreciar acima de 10% depois de ter reportado lucros de 19,9 milhões de euros nos primeiros três meses do ano, acima dos 18,1 milhões de euros estimados pelo CaixaBank BPI. Esta casa de investimento elevou a recomendação sobre os títulos da cotada para "comprar". 

Nota positiva ainda para a Sonae, que cresceu 0,16% para 61,7 cêntimos depois de o CaixaBank BPI ter estimado que a retalhista tenha registado um prejuízo de 7 milhões de euros no primeiro trimestre mas, mesmo assim, ter atribuído um potencial de valorização superior a 100% às ações da cotada.

Já a impedir uma maior subida da bolsa nacional esteve a Jerónimo Martins, que recuou 2% para 13,71 euros já depois de também o CaixaBank BPI ter cortado a avaliação às ações da retalhista, considerando que a pandemia vai penalizar as margens da dona dos supermercados Pingo Doce.

Também a penalizar esteve a queda de 1,34% para 1,912 euros dos CTT. 

(Notícia atualizada)
Ver comentários
Saber mais Bolsa Nacional PSI-20 BCP EDP Renováveis EDP Altri Semapa Navigator Galp Energia Jerónimo Martins NovaBase Corticeira Amorim
Mais lidas
Outras Notícias