Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp e JM levam bolsa nacional a subir pela quarta sessão

O PSI-20 acompanha o optimismo dos congéneres europeus que valorizam pela quarta sessão - a mais longa série de ganhos desde Outubro. Por cá, a Galp e a Jerónimo Martins impulsionam, enquanto a Nos impede maiores subidas.

Miguel Baltazar/Negócios
Rita Faria afaria@negocios.pt 01 de Março de 2016 às 10:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • 12
  • ...

A bolsa nacional está a negociar em alta esta terça-feira, 1 de Março, pela quarta sessão consecutiva, com o PSI-20 a subir 0,62% para 4.796,82 pontos. Das 17 cotadas que formam o principal índice português, nove estão em alta, sete em queda e uma inalterada.

Na Europa, os principais índices também seguem em terreno positivo pela quarta sessão consecutiva – a maior série de ganhos desde Outubro do ano passado – com as gestoras das bolsas a subirem devido à actividade de fusões e aquisições.

Esta terça-feira, foi revelado que a Intercontinental Exchange (ICE) e a CME Group estão a estudar a possível aquisição da gestora do mercado bolsista londrino, a London Stock Exchange (LSE).

O índice de referência para a Europa, o Stoxx600, ganha 0,52% para 335,67 pontos. Entre as maiores subidas contam-se a do índice alemão DAX, que soma 1,15%, e a bolsa de Atenas, com uma valorização de 1,21%.

Na bolsa nacional, a Jerónimo Martins e a Galp Energia são as cotadas que mais impulsionam o PSI-20. A retalhista liderada por Pedro Soares dos Santos avança 2,03% para 13,29 euros, enquanto a sua congénere do sector, a Sonae, sobe 0,84% para 96 cêntimos.

Já a Galp Energia soma 2,52% para 10,365 euros, numa altura em que o petróleo negoceia em alta nos mercados internacionais. Ainda na energia, a EDP Renováveis perde 0,09% para 6,614 euros e a EDP desce 0,46% para 2,844 euros.

A Entidade Reguladora para os Serviços Energéticos (ERSE) vai adoptar uma directiva europeia com o objectivo de aumentar a transparência e a supervisão no mercado de serviços de sistema, que vai gerar poupanças de 120 milhões de euros para os consumidores até 2020 e penalizar as receitas da EDP.

Na banca, o BCP cai 0,58% para 3,42 cêntimos e o BPI sobe 0,09% para 1,07 euros. O banco liderado por Fernando Ulrich arrisca-se a ser multado pelo BCE se não resolver o problema de Angola até 10 de Abril.

A evitar maiores ganhos do PSI-20 está a Nos, que desce 1,39% para 6,30 euros, depois de ter anunciado que os seus lucros cresceram 10,7% em 2015, para 82,7 milhões de euros. A empresa anunciou ainda que vai propor a distribuição de um dividendo de 16 cêntimos por acção. Este valor representa um aumento de 14,3% face aos 14 cêntimos pagos aos accionistas no exercício do ano anterior e surge em linha com as expectativas dos analistas.

Em queda seguem também os títulos da Pharol, que atingiram ontem um novo mínimo histórico de 17,1 cêntimos. Perdem, nesta altura, 3,33% para negociarem nos 17,4 cêntimos. 

Ver comentários
Saber mais bolsa de Lisboa PSI 20 mercados banca Galp Energia Jerónimo Martins Europa Nos
Outras Notícias