Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp Energia e Portugal Telecom pressionam bolsa nacional

A bolsa nacional recuou mais de 1% pressionado pelos títulos da Galp Energia e da Portugal Telecom, que apreesntam resultados esta semana. O PSI-20 acompanhou as quedas dos mercados europeus, com 15 títulos a negociarem em terreno negativo.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 04 de Agosto de 2008 às 16:46
  • Assine já 1€/1 mês
  • 7
  • ...
A bolsa nacional recuou mais de 1% pressionado pelos títulos da Galp Energia e da Portugal Telecom, que apreesntam resultados esta semana. O PSI-20 acompanhou as quedas dos mercados europeus, com 15 títulos a negociarem em terreno negativo.

O principal índice da bolsa nacional caiu para os 8.290 pontos, com 15 títulos a descer e cinco a subir.

A Galp Energia recuou 3,5% para os 11,31 euros, no dia em que a Lisbon Brokers reviu em baixa o preço-alvo da petrolífera para os 16 euros. A casa de investimento estima que os lucros da empresa caíram 37,3% para 178,8 milhões de euros nos primeiros seis meses do ano. A Galp Energia apresenta esta quarta-feira os seus resultados semestrais.

Já a Portugal Telecom perdeu 2,01% para os 6,835 euros, tendo chegado a cair 2,72% ao longo da sessão. A operadora vai apresentar os resultados semestrais esta quinta-feira e as estimativas do Caixa Banco de Investimento indicam que os lucros caíram 39,7% para os 258,9 milhões de euros.

O UBS reduziu o preço-alvo da Sonae Indústria, de 6,40 euros para 4 euros, após resultados que classificou de “fracos”. A casa suíça alertou que o “mau momento” de resultados vai continuar, antecipando prejuízos no final de 2008 e em 2009. As acções da empresa caíram 4,26% para os 2,47 euros.

No sector da construção, e fora do PSI-20, a Soares da Costa perdeu 10,43% para 1,03 euros. A Mota-Engil caiu 1,08% para os 3,66 euros e a Semapa recuou 2,13% para os 7,34 euros.

O sector bancário também esteve em queda com o Banco Comercial Português a cair 1,32% para 1,12 euros, o BES a recuar 1,16% para os 9,405 euros e o Banco BPI a perder 0,84% para os 2,355 euros.

A contrair a tendência negativa estiveram os títulos da Brisa e da Jerónimo Martins. A Brisa ganhou 1,20% para os 6,72 euros e a retalhista avançou 1,35% para os 5,26 euros.

No sector energético, as acções da EDP Renováveis caíram 2,26% para os 6,06 euros, no dia em que o banco BiG recomendou “manter” as acções da empresa, sublinhando que a “‘performance’ bolsista negativa” do título “não reflecte o comportamento operacional da empresa que tem vindo a apresentar uma evolução positiva”.

A Energias de Portugal perdeu 0,29% para os 3,41 euros e a Ren avançou 0,7% para os 2,87 euros.

Ver comentários
Outras Notícias