Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Galp Energia perde 3,6 milhões com actualização de preços

A Galp Energia perdeu 3,6 milhões no segundo trimestre, com a actualiação de preços.

Hugo Paula hugopaula@negocios.pt 16 de Julho de 2010 às 09:28
  • Partilhar artigo
  • 1
  • ...
O preço médio do “brent” avançou para 78,3 dólares por barril, 33,2% acima do preço médio no período homólogo e 2,7% acima do preço a que estava no último trimestre. Uma melhoria que, a par com a subida do dólar face ao euro (saldou-se a uma cotação média de 1,27 dólares), irá suportar a área de exploração e produção no segundo trimestre, segundo antecipa o Iberian Daily do BPI.

A produção de petróleo “entitlement” caiu de 12,7 mil barris por dia no primeiro trimestre do ano passado para 10,9 mil barris por dia, enquanto a produção de “working interest” avançou de 18,5 mil barris para 19,8 no mesmo período.

Refinação e Distrubuição

Já na área de refinação e produção, as perdas com a actualização dos preços do combustível foram de 3,6 milhões de euros, o que representa uma melhoria de 76,8 face ao último trimestre e de 85% no segundo trimestre de 2009, quando esta mesma perda ascendeu a 24 milhões de euros.

O crude processado cresceu 1% face ao período homologo, saldando-se em 12,5 milhares de barris. Já na comparação com o último trimestre, verifica-se uma queda de 2,9%. As vendas de produtos refinados foram 4,2 milhões de toneladas, tendo decrescido 1,7% face ao segundo trimestre de 2009.

Gás e electricidade

As vendas totais de gás e electricidade caíram 0,8% em termos homólogos, com o mercado liberalizado de gás natural a progredir 5% para 812 milhões de metros cúbicos, embora representando uma quebra de 1,5% face ao primeiro trimestre de 2010. No mercado regulado, as vendas de gás natural caíram 14,1% face ao segundo trimestre de 2009 e 17,4% face ao trimestre passado, para 293 milhões metros cúbicos.

As vendas de electricidade saldaram-se em 311 GW/hora, uma evolução positiva de 133% face ao período homólogo e que representa um crescimento de 5,3% face ao primeiro trimestre.

ESER atribui impacto "negativo" aos números

O Espírito Santo Equity Research (ESER) atribui um impacto “negativo” aos resultados preliminares da Galp Energia, já que deverão ter um impacto “negativo” nas estimativas dos analistas para a petrolífera.

Os resultados serão apresentados no dia 30 de Julho antes da abertura do mercado, seguindo-se da “conference call” marcada para as 14 horas do mesmo dia.

O ESER atribui um preço-alvo de 13,6 euros à petrolífera liderada por Ferreira de Oliveira, o que representa um potencial de subida de 8% face ao actual preço das acções. Já o BPI avalia as acções em 15,80 euros, o que lhes confere um potencial de 25%, enquanto o Caixa BI atribui um valor de 16 euros às acções, 27% do preço actual dos títulos. As três casas de investimento têm uma recomendação de “comprar”.

Ver comentários
Outras Notícias