Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ganhos do BCP animam bolsa

A bolsa nacional seguia a subir, impulsionada por ganhos superiores a 1% das acções do Banco Comercial Português, em reacção aos resultados ontem apresentados pelo banco. O PSI-20 subia 0,81%, liderando as valorizações da Europa, com a Cofina a travar mai

Ana Filipa Rego arego@negocios.pt 20 de Abril de 2005 às 12:41
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A bolsa nacional seguia a subir, impulsionada por ganhos superiores a 1% das acções do Banco Comercial Português, em reacção aos resultados ontem apresentados pelo banco. O PSI-20 subia 0,81%, liderando as valorizações da Europa, com a Cofina a travar maiores ganhos.

O principal índice da bolsa nacional cotava nos 7.817,60 pontos com 14 acções a subir, três em queda e três inalteradas. A sessão «está calma e parece-me que os mercados vão permanecer, à semelhança do ano anterior, muito negativos no segundo trimestre uma vez que não se prevêem grandes surpresas positivas relativamente aos resultados, o petróleo e o euro caíram mas voltaram a recuperar», explicou o operador Pedro Correia da Silva da Título.

Na Europa o cenário também era positivo, pois a Intel e a Yahoo anunciaram ontem à noite dos seus resultados do primeiro trimestre, que saíram acima das previsões dos analistas, diminuindo assim os receios no mercado de que os lucros das empresas estava a abrandar.

O Banco Comercial Português [bcp] subia 1,44% para os 2,11 euros e já esteve a valorizar mais de 2%. Ontem, o maior banco privado português anunciou que os resultados líquidos do primeiro trimestre, tendo já em conta as novas normas de contabilidade, ascenderam a 137,5 milhões de euros, um valor que saiu em linha com as previsões dos analistas e representa um aumento de 20,7% contra o mesmo período do ano passado.

A instituição liderada por Teixeira Pinto anunciou ainda que vai iniciar negociações com uma grande instituição francesa para uma parceria em França e no Luxemburgo. Segundo Filipe Pinhal, vice-presidente do banco, o objectivo é dinamizar as operações do BCP nestes dois países.

No resto da banca o Banco BPI [bpin], que também anuncia as contas do primeiro trimestre esta semana, valorizava 1,60% para os 3,18 euros, enquanto o Banco Espírito Santo [besnn] somava 0,62% para os 13,08 euros.

A Portugal Telecom era o segundo título que mais impulsionava o PSI-20, com uma subida de 0,67% para os 9,01 euros. A empresa vai quadruplicar, de modo gratuito e automático para todos os seus clientes, a largura de acesso à Internet por ADSL e Cabo de 512k para 2Mb, a partir de 19 de Maio e a Anacom – Autoridade Nacional das Comunicações baixou os preços a cobrar pela Portugal Telecom aos operadores alternativos para a desagregação do lacete local.

Os analistas dizem que estas são notícias mistas para a empresa e positivas para os operadores alternativos, como a Sonaecom , que via as suas acções subirem 2,12% para os 3,86 euros. A PT Multimédia [ptm] subia 0,53% para os 18,85 euros.

A Energias de Portugal [edp] sustentava os ganhos da bolsa com uma valorização de 0,46% para os 2,19 euros. Segundo o «Diário Económico», a Iberdrola, a segunda maior eléctrica espanhola, está disponível para ser a parceira da Galp na electricidade, e considera a hipótese de trocar os 5,7% que detém na EDP por um reforço dos 4% que controla na Galp.

A Jerónimo Martins [jmar] avançava 1,58% para os 12,21 euros e a Brisa [brisa] somava 0,47% para os 6,44 euros. A Sonae SGPS [son], que ontem anunciou a saída definitiva do capital da Gescartão, valorizava 0,82% para os 1,23 euros e a Sonaecom ganhava 1,85% para os 3,85 euros.

A travar maiores ganhos seguia a Cofina [cofi] que perdia 0,59% para os 3,37 euros, contrariando a tendência das congéneres Impresa e Media Capital que subiam 0,19% para os 5,41 euros e 0,19% para os 5,30 euros, respectivamente.

Fora do PSI-20 a Mota-Engil crescia 1,56% para os 2,60 euros, tendo atingido um novo máximo histórico nos 2,61 euros. As acções da empresa passaram a integrar a lista semanal do Millennium bcp investimento dos títulos com maior potencial de valorização, em detrimento da Sonae SGPS. Segundo o banco de investimento as acções da construtora devem subir 29% até ao final do ano.

Ver comentários
Outras Notícias