Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Ganhos do sector bancário invertem tendência da bolsa nacional

A bolsa nacional inverteu a tendência de queda impulsionada pelos ganhos da banca. As acções do BCP, BES e BPI avançam mais de 2% e acompanham o sentimento positivo do sector bancário europeu, depois do Citigroup ter admitido que está a atravessar o melhor trimestre desde 2007.

Ana Luísa Marques anamarques@negocios.pt 10 de Março de 2009 às 11:52
  • Assine já 1€/1 mês
  • 4
  • ...
A bolsa nacional inverteu a tendência de queda impulsionada pelos ganhos da banca. As acções do BCP, BES e BPI avançam mais de 2% e acompanham o sentimento positivo do sector bancário europeu, depois do Citigroup ter admitido que está a atravessar o melhor trimestre desde 2007.

O principal índice da bolsa nacional avança 0,48% para os 5.782,15 pontos, com 14 títulos em alta, cinco a descer e um inalterado, e os congéneres europeus avançam mais de 1 e 2%. Os mercado do Velho Continente estão a beneficiar dos ganhos da banca. O índice europeu que reúne os 39 maiores bancos europeus está a ganhar 5,43%, com apenas um título em queda.

A subida da banca ocorre no dia em que o presidente executivo do Citigroup, Vikram Pandit, afirmou que o banco norte-americano está a viver o melhor trimestre desde 2007. Pandit sublinhou ainda que o preço das acções do Citigroup (que na semana passada negociaram pela primeira vez abaixo de 1 dólar) não reflecte o poder financeiro do banco.

As acções do Citigroup dispararam mais de 22% no mercado de Frankfurt e estão a influenciar os restantes títulos do sector bancário europeu. O BNP Paribas já subiu mais de 9%, enquanto o Unicredit e o Deutsche Bank avançaram mais de 6%.

Na bolsa nacional, o BCP avança 2,78% para os 59 cêntimos por acção, após ter caído mais de 3% na sessão de ontem. As acções do BES ganham 2,37% para os 4,76 euros e da do BPI valorizam 2,59% para 1,39 euros.

Em alta segue ainda o sector eléctrico. A EDP ganha 0,65% para os 2,471 euros e a EDP Renováveis avança 0,70% para os 5,73 euros.

A Galp Energia recua 0,39% para os 8,75 euros. O Morgam Stanley estima que os títulos da petrolífera poderão encaminhar-se para os 20,00 euros em resultado da exploração do Tupi, no Brasil, novas descobertas e a alta dos preços do petróleo nos mercados internacionais.

No sector das telecomunicações a tendência é mista. Os títulos da Portugal Telecom recuam 1,46% para os 5,79 euros, enquanto a Zon Multimédia avança 0,74% para os 3,68 euros e a Sonaecom valoriza 2,76% para 1,15 euros. A dona da Optimus ganhou mais de 7% na sessão de ontem, após ter apresentado resultados referentes a 2008 que superaram as previsões do mercado.

Veja também:

As cotações de todas as acções da Bolsa portuguesa

O resumo do dia do índice PSI-20

As maiores subidas e maiores descidas do PSI-20

Os preços-alvo para as cotadas portuguesas

As estatísticas das acções portuguesas

A análise técnica de todas as cotadas portuguesas

A evolução de todos os fundos comercializados em Portugal



Ver comentários
Outras Notícias