Bolsa Goldman: Wall Street pode afundar 25% se juros atingirem os 4,5% até ao fim do ano

Goldman: Wall Street pode afundar 25% se juros atingirem os 4,5% até ao fim do ano

Os juros dos EUA têm subido, atingindo, em alguns casos máximos. O Goldman Sachs elaborou alguns cenários em relação aos juros e conclui que se os juros atingirem os 4,5% até ao final do ano, as bolsas perderão até 25% do seu valor.
Goldman: Wall Street pode afundar 25% se juros atingirem os 4,5% até ao fim do ano
EPA
Negócios 25 de fevereiro de 2018 às 17:24

A taxa de juro associada à dívida a 10 anos dos EUA tem registado subidas recentemente, muito devido à especulação em torno do ritmo de subida de juros no país. Esse contexto chegou a ditar quedas acentuadas nas bolsas dos EUA, que depois se repercutiram no resto do mundo. Os receios acalmaram e as quedas nas bolsas também. Mas o Goldman Sachs não exclui novas subidas dos juros e consequentes descidas das bolsas, que poderão ser significativas, de acordo com a Bloomberg.

 

O cenário central do Goldman Sachs aponta para que a taxa de juro das obrigações dos EUA a 10 anos suba para 3,25%, no final do ano. Actualmente está abaixo dos 2,9% (o que já representa um máximo de quatro anos).

 

Mas o banco de investimento realizou testes de stress, apontando para uma subida de juros para os 4,5%, o que ditaria quedas acentuadas nas bolsas americanas

 

"Uma subida de juros para 4,5% até ao final do ano, poderá causar uma queda no preço das acções entre 20% a 25%", revela o Goldman Sachs numa nota citada pela Bloomberg. Estes cálculos têm por base o pico atingido pelo S&P500 no final de Janeiro (2.872,87 pontos).

 

O economista que assina a nota, Daan Struyven, admite que a economia também sofreria uma queda pronunciada, mas afasta o cenário de recessão.




A sua opinião6
Este é o seu espaço para poder comentar o nosso artigo. A sua opinião conta e nós contamos com ela.
Faltam 300 caracteres
comentar
Negócios oferece este espaço de comentário, reflexão e debate e apela aos leitores que respeitem o seu estatuto editorial, promovam a discussão construtiva e combatam o insulto. O Negócios reserva-se ao direito de editar, apagar ou mesmo modificar os comentários dos seus leitores se atentarem contra o bom senso e seriedade.O acesso a todas as funcionalidades dos comentários está limitada a leitores registados e a Assinantes.
mais votado Oráculo de Delfos 25.02.2018

Peça-se aos Deuses das Bolsas que aconteça o melhor
e que nós não deixemos de aproveitar,
mas estejamos sempre preparados para sobreviver ao pior.

comentários mais recentes
esta semana BCP a 0.35 26.02.2018

a qualquer momento o MILENIUM BCP vai entrar para o stock 600 e VRUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUUU

Se isto tivesse alguma credibilidade 26.02.2018

As bolsas já tinham afundado. Analistas há muitos...

Alentejano 26.02.2018

os preços das acções estão demasiado caros, mesmo se se obtém retornos mais seguros mesmo que não tão altos não vejo o problema ! o mercado de acções primário serve de financiamento e ai sim haveria um desinvestimento agora o mercado secundário passa por correcções e essa seria apenas mais uma.

Oráculo de Delfos 25.02.2018

Peça-se aos Deuses das Bolsas que aconteça o melhor
e que nós não deixemos de aproveitar,
mas estejamos sempre preparados para sobreviver ao pior.

ver mais comentários
pub