Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Goldman Sachs corta avaliação da EDP Renováveis mas recomenda "comprar"

O Goldman Sachs reviu em baixa o preço-alvo da EDP Renováveis para 4,10 euros, e passou a recomendar a compra das acções.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Julho de 2012 às 14:05
  • Partilhar artigo
  • 3
  • ...
O banco de investimento recomenda "comprar" acções da empresa liderada por Manso Neto (na foto). A recomendação para os títulos da EDP Renováveis passou de "neutral" para "comprar". Numa nota de investimento a que o Negócios teve acesso, o Goldman Sachs reduziu o preço-alvo da EDP Renováveis de 4,90 euros para 4,10 euros, o que corresponde a um potencial de valorização de 63,7% face à actual cotação.

A justificar a decisão está o "cenário de instalação mais conservador" e o contexto de "preços de energia na Ibéria", explica o Goldman Sachs.

A casa de investimento reviu também o método de cálculo das avaliações dos negócios de energias renováveis. As alterações incidiram essencialmente na avaliação dos activos detidos nos EUA.

"A EDPR está a negociar a um prémio face ao sector, mas acreditamos que deve transaccionar a um prémio maior devido a perspectivas de crescimento maior", adianta a mesma fonte.

As acções da EDP Renováveis estão a desvalorizar 5,86% para 2,504 euros, tendo já atingido um novo mínimo histórico, num dia marcado por quedas pronunciadas entre os índices europeus devido aos receios em torno da crise europeia.

Nota: A notícia não dispensa a consulta da nota de “research” emitida pela casa de investimento, que poderá ser pedida junto da mesma. O Negócios alerta para a possibilidade de existirem conflitos de interesse nalguns bancos de investimento em relação à cotada analisada, como participações no seu capital. Para tomar decisões de investimento deverá consultar a nota de “research” na íntegra e informar-se junto do seu intermediário financeiro.
Ver comentários
Saber mais EDP Renováveis research Goldman Sachs
Outras Notícias