Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Granadeiro afirma que a proposta da PT é 1.000 milhões superior à da Sonaecom

O presidente do conselho de administração da Portugal Telecom (PT), Henrique Granadeiro, afirmou hoje que a proposta de remuneração apresentada pela administração da operadora é a melhor para os accionistas, porque lhes dá mais 1.000 milhões de euros do q

Negócios com Lusa 28 de Fevereiro de 2007 às 18:37
  • Partilhar artigo
  • ...

O presidente do conselho de administração da Portugal Telecom (PT), Henrique Granadeiro, afirmou hoje que a proposta de remuneração apresentada pela administração da operadora é a melhor para os accionistas, porque lhes dá mais 1.000 milhões de euros do que a apresentada pela Sonaecom.

Em entrevista à agência Lusa, Henrique Granadeiro explicou que os períodos em que vigoram as duas propostas não são comparáveis e que, ajustando-os, fica claro que a proposta da administração da PT oferece uma melhor remuneração aos accionistas.

"A administração da PT compromete-se a remunerar os accionistas com 5,7 mil milhões de euros entre 2007 e 2009, enquanto a proposta da Sonaecom se limita a 4,7 mil milhões de euros no mesmo período", afirmou.

Henrique Granadeiro considera que o plano de remuneração apresentado pela Sonaecom é "mais um passo na descredibilização" da empresa liderada por Paulo Azevedo.

"Depois de terem sempre criticado a proposta de remuneração apresentada pelo conselho de administração da PT, vieram agora dar-nos razão, porque procuraram cloná-la, mas fizeram-no mal", disse Henrique Granadeiro.

O responsável espera que a assembleia geral de 2 de Março ponha fim ao período de um ano em que a operadora esteve impedida de aproveitar as oportunidades do mercado.

Henrique Granadeiro diz que o tempo que passou desde que a Sonaecom anunciou a oferta pública de aquisição (OPA) sobre a PT foi "extremamente difícil" para a operadora de telecomunicações, porque "houve oportunidades que não se puderam aproveitar e desafios a que não se pôde responder".

"Espero que a assembleia-geral ponha fim a este período extremamente difícil para a PT, que esteve um ano em gestão corrente", sublinhou.

Outras Notícias