Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Grupo Sonae e EDP penalizam bolsa nacional

A bolsa nacional desvalorizava penalizada pelas quedas acentuadas do grupo Sonae e pela descida das acções da EDP. O PSI-20 caía 0,65%, numa altura em que a Galp Energia avançava mais de 2% e evitava maiores quedas.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 23 de Fevereiro de 2007 às 10:25
  • Partilhar artigo
  • ...

A bolsa nacional desvalorizava penalizada pelas quedas acentuadas do grupo Sonae e pela descida das acções da EDP. O PSI-20 caía 0,65%, numa altura em que a Galp Energia avançava mais de 2% e evitava maiores quedas.

O principal índice da bolsa nacional [psi20] recuava para os 12.091,00 pontos, com 14 acções a descerem, duas a subirem e quatro inalteradas.

O Grupo Sonae segue com uma queda acentuada, depois do accionista da Portugal Telecom, Brandes, ter anunciado que não tenciona vender a posição que detém na empresa na oferta pública de aquisição (OPA), isto por considerar que 10,50 euros não expressa o valor justo da PT.

A Sonae SGPS [son] perdia 5,38% para os 1,76 euros, depois de ter caído mais de 6%, e a Sonaecom [snc] recuava 4,72% para os 6,26 euros, depois de também ter chegado a descer mais de 6%.

Já a Portugal Telecom (PT) [ptc] seguia estável nos 10,18 euros.

A Energias de Portugal (EDP) [edp] cedia 0,92% para os 4,30 euros, contribuindo também para a queda do PSI-20.

A Galp Energia [galp pl] evitava maiores perdas, ao subir 2,09% para os 6,84 euros. A empresa foi hoje alvo de uma revisão em alta por parte da Morgan Stanley. A casa de investimento tem agora uma recomendação de "overweight/atractivo" quando a anterior era de "equal-weight/atractivo". O preço-alvo ficou inalterado nos 7,70 euros, o que ainda assim representa um potencial de valorização superior a 12,5% face ao valor actual das acções.

O Banco BPI [bpin] era a outra acção entre o PSI-20 que subia. As acções do banco liderado por Fernando Ulrich avançavam 0,15% para os 6,48 euros. Já o Banco Comercial Português (BCP) [bcp] perdia 0,69% para os 2,87 euros, enquanto o Banco Espírito Santo (BES) [besnn] seguia estável nos 14,64 euros.

A Jerónimo Martins [jmar] também penalizava o índice ao cair 2,49% para os 19,15 euros, reflectindo a notícia que dava conta que o Banco Privado Português (BPP) decidiu desinvestir na Jerónimo Martins tendo iniciado ontem, após o fecho do mercado, a venda dos 23 milhões de acções detidos pelas suas sociedades veículo, equivalentes a 18,4% do capital do grupo.

Outras Notícias