A carregar o vídeo ...
Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Iberdrola desliza mais de 7% após ACS vender participação abaixo do preço de mercado

A ACS foi encostada à parede pela banca, que a obrigou a vender uma participação que detinha na Iberdrola a um preço mais de 7% abaixo do valor de fecho das acções da eléctrica, o que está a levar a uma queda acentuada dos títulos.

Sara Antunes saraantunes@negocios.pt 18 de Abril de 2012 às 11:10
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...
As acções da Iberdrola estão a cair 6,95% para 3,63 euros, depois de terem chegado a descer 7,66% para 3,602 euros.

Esta queda surge depois de ter sido revelado que a ACS vendeu uma participação de 3,692% que detinha na Iberdrola por 3,62 euros por cada acção. Ora este preço está 7,20% abaixo do valor de fecho das acções da eléctrica na sessão de ontem.

Esta operação surge depois dos bancos terem obrigado a ACS a reduzir a sua posição no capital da Iberdrola. Caso contrário teria de apresentar mais garantias, de acordo com o “El Economista”.

O UBS e o Société Générale terão ameaçado a ACS pôr termo a linhas de crédito se a empresa não reduzisse a sua posição na Iberdrola, acrescentou o “El Economista”.

E a ACS assim o fez. Vendeu 220,52 milhões de euros, ou 3,692% do capital da Iberdrola, ficando co 14,854% da eléctrica espanhola.

E este negócio também está a fazer “mossa” nas acções da ACS. Os títulos da construtora estão a desvalorizar 5,74% para 16,50 euros, depois de também já terem estado a perder mais de 7%.

Esta operação vai representar uma perda de 540 milhões de euros, de acordo com a informação concedida pela empresa e citada pelo “El Economista”.

A ACS diz que prevê que esta perda, que terá de ser assumida nos resultados, seja compensada pelos ganhos conseguidos com a venda de activos não estratégicos.
Ver comentários
Saber mais ACS Iberdrola banca
Mais lidas
Outras Notícias