Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

IGCP vai ao mercado emitir até 1.250 milhões a sete e 10 anos

A agência de gestão de dívida pública vai ao mercado de financiamento de longo prazo. Quer emitir até 1.250 milhões de euros, através de um duplo leilão com maturidades a sete e 10 anos.

Pedro Elias
  • Assine já 1€/1 mês
  • 3
  • ...
O IGCP vai realizar um duplo leilão na próxima semana. O objetivo é emitir até 1.250 milhões de euros em obrigações do Tesouro, de acordo com o comunicado emitido esta sexta-feira, 8 de março.

"O IGCP, E.P.E. vai realizar no próximo dia 13 de março pelas 10:30 horas dois leilões de OT com maturidade em 21 de julho de 2026 e 15 de junho de 2029, com um montante indicativo global entre 1.000 milhões e 1.250 milhões de euros", revela o comunicado.

A última emissão de dívida a 10 anos ocorreu há um mês e ficou marcada por um novo mínimo no custo de financiamento. A 13 de fevereiro o IGCP colocou 705 milhões de euros em títulos a 10 anos (maturidade a 15 de junho de 2029), oferecendo uma taxa de rendibilidade de 1,568%. 

Tendo em conta as taxas que estão a ser praticadas no mercado secundário, é expectável que no leilão de títulos a 10 anos seja fixado um novo mínimo histórico. A "yield" das obrigações do Tesouro a 10 anos atingiu ontem o valor mais baixo de sempre abaixo dos 1,4% e as taxas das emissões têm ficado em linha com o praticado no mercado secundário.  

Já depois deste leilão a 13 de fevereiro, o IGCP emitiu dívida de curto prazo a 20 de fevereiro, tendo conseguido juros negativos e uma procura elevada

Apesar destes leilões com juros mais baixos, o custo da nova dívida pública emitida em janeiro subiu ligeiramente para os 1,9%, face aos 1,8% registados em 2018. 

O montante das necessidades de financiamento líquidas do Estado no ano de 2019 deverá situar-se em cerca de 8,6 mil milhões de euros. Segundo o programa de financiamento, o IGCP pretende emitir um total de 15,4 mil milhões de euros em Obrigações do Tesouro, o que representa um aumento de 400 milhões de euros face ao que esperava emitir no ano passado.
Ver comentários
Saber mais IGCP emissão de dívida
Outras Notícias