Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

«Inline warrants» disparam na primeira semana de negociação

Os «inline warrants», produtos que se estrearam no mercado português há pouco mais de uma semana, com a «promessa» de gerar retornos quando o mercado está a lateralizar, obtiveram desempenhos que chegaram a um crescimento de 45%, sendo o ganho mínimo de 5

Ruben Bicho rbicho@mediafin.pt 17 de Dezembro de 2004 às 13:50
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

Os «inline warrants», produtos que se estrearam no mercado português há pouco mais de uma semana, com a «promessa» de gerar retornos quando o mercado está a lateralizar, obtiveram desempenhos que chegaram a um crescimento de 45%, sendo o ganho mínimo de 5%.

O índice DAX e o câmbio euro/dólar, que servem de activos subjacentes para os «inline warrants», registaram uma «performance» estável na semana passada, com crescimentos de 0,93% e 0,29%, respectivamente. Esta situação permitiu aos «inline warrants» negociar dentro das barreiras estabelecidas, o que fez os preços dos produtos aumentar à medida que se aproxima a maturidade dos mesmos.

Assim, o «inline» sobre o índice DAX com barreiras entre os 4.000 pontos e os 4.500 pontos e maturidade a 21 de Janeiro avançou 22,87% na semana, com o preço a subir dos 6,82 euros para os 8,38 euros. Os três restantes «inlines» sobre o DAX registaram «performances» entre os 9,63% e os 10,94%.

Nos «inline» sobre o câmbio euro/dólar, os ganhos foram maiores, sobretudo nos produtos com barreiras mais apertadas. Isto porque os «inline», tal como os «turbo-warrants», desaparecem se tocarem alguma das barreiras definidas, fazendo o investidor perder o dinheiro aplicado no produto.

O preço do «inline» sobre o euro com barreiras entre os 1,30 e os 1,38 dólares e maturidade a 17 de Janeiro subiu 45,1%, dos 3,37 euros para os 4,89 euros. Os menores ganhos foram registados pelo «inline» com a maior barreira (1,22 a 1,46 euros) e maior longevidade – 18 de Abril de 2005 –, cujo preço subiu 5,46% na semana.

Outras Notícias