Outros sites Cofina
Notícias em Destaque
Notícia

Investimento do Minipreço é «negativo» para Sonae SGPS e Jerónimo Martins.

A notícia do investimento de 230 milhões de euros da Dia Portugal para os próximos três anos é, segundo os analistas do BPI, «negativo» para os retalhistas que operam no mercado nacional, como o Modelo Continente e a Jerónimo Martins.

Paulo Moutinho 17 de Março de 2006 às 11:15
  • Assine já 1€/1 mês
  • ...

A notícia do investimento de 230 milhões de euros da Dia Portugal para os próximos três anos é, segundo os analistas do BPI, «negativo» para os retalhistas que operam no mercado nacional, como o Modelo Continente e a Jerónimo Martins.

Na edição de hoje do Jornal de Negócios, o director de «marketing» da Dia Portugal, Pedro Barbosa Viana, afirma que pretende expandir a sua rede no país, que conta actualmente com 357 unidades, liderando o formato "discount".

Para além do investimento na expansão da rede, o grupo está também a preparar a instalação de uma unidade de distribuição na região centro do país, o que aumentará para três as áreas logísticas da companhia em Portugal, com os centros de Alverca e Valongo.

A equipa de «research» do BPI considera que esta notícia dá sinais de que «o ambiente competitivo do mercado português está a tornar-se mais difícil e que os concorrentes estão a ‘lutar’ para manter ou aumentar as suas posições» no mercado.

O banco de investimento manteve inalterada a recomendação de «acumular» para os títulos da Sonae SGPS e da Jerónimo Martins e o preço-alvo de 1,55 euros e 14,10 euros, respectivamente.

As acções da «holding» de Belmiro de Azevedo, a Sonae SGPS [son]seguiam inalteradas nos 1,35 euros e as da Modelo Continente [mcon] recuavam 0,52% para os 1,93 euros. A Jerónimo Martins [jmar] seguia sem variação nos 14,10 euros.

Ver comentários
Outras Notícias